Frases sobre mora

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da mora.

Tópicos relacionados

Total 57 citações, filtro:


Mario Benedetti photo

„Nos escritórios não existem amigos; existem sujeitos que a gente vê todos os dias, que se enfurecem juntos ou separados, fazem piadas e se divertem com elas, que trocam suas queixas e se transmitem seus rancores, que reclamam da Diretoria em geral e adulam cada diretor em particular. Isto se chama convivência, mas só por miragem a convivência pode chegar a parecer-se com a amizade. Em tantos anos de escritórios, confesso que Avellaneda é meu primeiro afeto verdadeiro. O resto traz a desvantagem da relação não escolhida, do vínculo imposto pelas circunstâncias. O que eu tenho em comum com Muñoz, com Méndez, com Robledo? No entanto, às vezes rimos juntos, tomamos um trago, tratamo-nos com simpatia. No fundo, cada um é um desconhecido para os outros, porque neste tipo de relação superficial fala-se de muitas coisas, mas nunca das vitais, nunca das verdadeiramente importantes e decisivas. Creio que o trabalho é que impede outro tipo de confiança: o trabalho, essa espécie de constante martelar, ou de morfina, ou de gás tóxico. Algumas vezes, um deles (Muñoz, especialmente) se aproximou de mim para iniciar uma conversa realmente comunicativa. Começou a falar, começou a delinear com franqueza seu auto-retrato, começou a sintetizar os termos do seu drama, desse módico, estacionado, desconcertante drama que intoxica a vida de cada um, por mais homem médio que se sinta. Mas há sempre alguém chamando lá no balcão. Durante meia hora, ele tem de explicar a um cliente inadimplente a inconveniência e o castigo da mora, discute, grita um pouco, seguramente se sente envilecido. Quando volta à minha mesa, olha para mim e não diz nada. Faz o esforço muscular correspondente ao sorriso, mas suas comissuras se dobram para baixo. Então, pega uma planilha velha, amassa-a no punho, consciensiosamente, e depois a joga na cesta de papéis. É um simples substituitivo; o que não serve mais, o que ele atira na cesta do lixo, é a confidência. Sim, o trabalho amordaça a confiança.“

—  Mario Benedetti, livro The Truce
La tregua

Publicidade
António Lobo Antunes photo
William Shakespeare photo

„Raciocinai assim com a vida: Se te perco, perco uma coisa que somente os loucos querem conservar. Não passas de um sopro, exposto a todas as influências do ar e que, hora após hora, deterioram esta habitação em que moras. És meramente o joquete da morte, pois procuras sempre evitá-la pela fuga e, apesar disto, corres sempre em direção a ela. Não és nobre, porque todas as voluptuosidades, que são teu patrimônio, são acalentadas pelas baixezas. Estás longe de ser valente, pois temes o aguilhão terno e brando de um verme. O que tens de melhor em ti é o sono e que tantas vezes provocas; entretanto, temes grosseiramente a morte que não passa de um sono. Tu não és tu mesmo, pois tua existência é o resultado de milhares de grãos que saem do pó. Não és feliz, porque o que tu não tens, tu te esforças para adquirir e o que possuis, tu esqueces. Não és constante, pois tua natureza, segundo as fases da Lua, sofre estranhas alterações. Se és rico, és pobre; pois, semelhante a um asno cujo lombo está vergado ao peso de lingotes, só carregas as tuas riquezas um único dia e a morte te livra delas. Não tens amigos, pois o fruto de tuas próprias entranhas que te chama de ''pai'', o mais puro de teu sangue saído de teus próprios rins, maldiz a gota, a lepra e o catarro, que não te acabam bem depressa. Não tens juventude nem velhice, e, por assim dizer, não passas de um sesta depois do jantar que sonha um pouco com as duas idades; pois toda tua feliz juventude é passada fazendo-se velha e solicitando esmolas da paralítica velhice. Quando, no fim, fores velho e rico, já não terás calor, sentimento, força, nem beleza, para tornares agradáveis tuas riquezas. Que te sobra ainda nisto que traz o nome de Vida? O outras mil formas de morte ainda estão ocultas nesta vida e, contudo tememos a morte que nivela todas estas misérias.“

—  William Shakespeare, Measure for Measure
Measure for Measure

Benjamin Franklin photo

„Onde mora a liberdade, ali está a minha pátria.“

—  Benjamin Franklin 1706 - 1790
Where liberty dwells there is my country Benjamin Franklin citado em "The Gospel anchor: Volume 1" - Página 24 http://books.google.com.br/books?id=3T4rAAAAYAAJ&pg=PA24, 1832

„"“O amor é quando a gente mora um no outro”“

—  Mário Quintana 1906 - 1994
Frases e Poemas, (Mario Quintana) segundo informações foi expressa em uma entrevista em que se encontrava também sua amiga Bruna Lombardi.

Eurípedes Barsanulfo photo
Augusto dos Anjos photo
Citát „O ser capaz mora perto da necessidade.“
 Pitágoras photo
Rubem Alves photo

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating
Mia Couto photo
Rubem Alves photo
Caetano Veloso photo

„O neurótico constrói um castelo no ar. O psicótico mora nele. O psiquiatra cobra o aluguel.“

—  Jerome Lawrence 1915 - 2004
A neurotic is the man who builds a castle in the air. A psychotic is the man who lives in it. A psychiatrist is the man who collects the rent citado em "Peter's Quotations: Ideas for Our Time‎" - Página 413, de Laurence J. Peter - Publicado por Morrow, 1977, ISBN 0688032176, 9780688032173 - 540 páginas

Bruna Surfistinha photo

„Acho que há muita hipocrisia e um pouco de medo", disse ela. "As brasileiras têm essa imagem sensual, de que ficam à vontade e não têm inibições na cama. Mas todo mundo que mora aqui sabe que não é verdade.“

—  Bruna Surfistinha 1984
Matéria publicada no jornal The New York Times, no dia 27 de Abril de 2006, assinada por Larry Rohter, na qual concedeu uma entrevistada no escritório de seu editor, Pacheco, 21.

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“