Frases de Jorge Luis Borges

Jorge Luis Borges photo
118   16

Jorge Luis Borges

Data de nascimento: 24. Agosto 1899
Data de falecimento: 14. Junho 1986

Jorge Francisco Isidoro Luis Borges Acevedo foi um escritor, poeta, tradutor, crítico literário e ensaísta argentino.

Em 1914 a sua família mudou-se para Suíça, onde estudou e de onde viajou para a Espanha. Quando regressou à Argentina em 1921, Borges começou a publicar os seus poemas e ensaios em revistas literárias surrealistas. Também trabalhou como bibliotecário e professor universitário público. Em 1955 foi nomeado diretor da Biblioteca Nacional da República Argentina e professor de literatura na Universidade de Buenos Aires. Em 1961, destacou-se no cenário internacional quando recebeu o primeiro prêmio internacional de editores, o Prêmio Formentor Internacional, repartindo o prêmio com o dramaturgo Samuel Beckett. No mesmo ano, recebeu a condecoração da Ordem do Comendador do presidente da Itália, Giovanni Gronchi.

O seu trabalho foi traduzido e publicado extensamente no Estados Unidos e Europa. Borges era fluente em várias línguas.

As suas obras abrangem o "caos que governa o mundo e o caráter de irrealidade em toda a literatura". Os seus livros mais famosos, Ficciones e O Aleph , são coletâneas de histórias curtas interligadas por temas comuns: sonhos, labirintos, bibliotecas, escritores fictícios e livros fictícios, religião, Deus. Os seus trabalhos têm contribuído significativamente para o gênero da literatura fantástica. Estudiosos notaram que a progressiva cegueira de Borges ajudou-o a criar novos símbolos literários através da imaginação, já que "os poetas, como os cegos, podem ver no escuro". Os poemas do seu último período dialogam com vultos culturais como Spinoza, Luís de Camões e Virgílio.

A sua fama internacional foi consolidada na década de 1960, ajudado pelo "Boom Latino-americano" e o sucesso de Cem Anos de Solidão de Gabriel García Márquez. Para homenagear Borges, em seu romance O Nome da Rosa Umberto Eco criou o personagem Jorge de Burgos, que além da semelhança no nome é cego — assim como Borges foi ficando ao longo da vida. Além da personagem, a biblioteca que serve como plano de fundo do livro é inspirada no conto de Borges A Biblioteca de Babel .

O escritor e ensaísta John Maxwell Coetzee disse : "Borges, mais do que ninguém, renovou a linguagem de ficção e, assim, abriu o caminho para uma geração notável de romancistas hispano-americanos".

Obras

Ficciones
Jorge Luis Borges
Seven Nights
Jorge Luis Borges
The Profound Rose
Jorge Luis Borges

„A democracia é um erro estatistico, porque na democracia decide a maioria e a maioria é formada de imbecis“

—  Jorge Luis Borges

citado em "Tempo e presença", Volume 22, Centro Ecumênico de Documentação e Informação - 2000
Atribuidas

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating

„Publicamos para não passar a vida a corrigir rascunhos. Quer dizer, a gente publica um livro para livrar-se dele.“

—  Jorge Luis Borges

O pensamento vivo de Jorge Luis Borges‎ - Página 15, de Jorge Luis Borges, Martin Claret, Cristina Fonseca - Claret, 1987 - 126 páginas
Variante: Publicamos para não passar a vida a corrigir rascunhos. Quer dizer, a gente publica um livro para livrar-se dele

„As Coisas

A bengala, as moedas, o chaveiro,
A dócil fechadura, as tardias
Notas que não lerão os poucos dias
Que me restam, os naipes e o tabuleiro,
Um livro e em suas páginas a desvanecida
Violeta, monumento de uma tarde
Sem dúvida inesquecível e já esquecida,
O rubro espelho ocidental em que arde
Uma ilusória aurora. Quantas coisas,
Limas, umbrais, atlas, taças, cravos,
Servem-nos, como tácitos escravos,
Cegas e estranhamente sigilosas!
Durarão para além de nosso esquecimento;
Nunca saberão que partimos em um momento.“

—  Jorge Luis Borges

Elogio de la sombra
Variante: As coisas

A bengala, as modeas, o chaveiro,
A dócil fechadura, as tardias
Notas que não lerão os poucos dias
Que me restam, os naipes e o tabuleiro,
Um livro e em suas páginas a desvanecida
Violeta, monumento de uma tarde
Sem dúvida inesquecível e já esquecida,
O rubo espelho ocidental em que arde
Uma ilusória aurora. Quantas coisas,
Limas, umbrais, atlas, taças, cravos,
Servem-nos, como tácitos escravos, cegas e estranhamente sigilosas!
Durarão para além de nosso esquecimento
Nunca saberão que partimos em um momento.

Autores parecidos

Eva Perón photo
Eva Perón2
Ex-primeira-dama da Argentina
Che Guevara photo
Che Guevara77
guerrilheiro e político, líder da Revolução Cubana
Adélia Prado photo
Adélia Prado62
Poetisa e escritora brasileira
J. D. Salinger photo
J. D. Salinger7
escritor americano
Stefan Zweig photo
Stefan Zweig18
escritor austríaco
Caio Fernando Abreu photo
Caio Fernando Abreu439
escritor brasileiro
Virginia Woolf photo
Virginia Woolf126
escritora inglesa
Aniversários de hoje
Luiz Inácio Lula da Silva photo
Luiz Inácio Lula da Silva154
político brasileiro, 35º presidente do Brasil 1945
Theodore Roosevelt photo
Theodore Roosevelt40
1858 - 1919
Graciliano Ramos photo
Graciliano Ramos54
1892 - 1953
Outros 40 aniversários hoje
Autores parecidos
Eva Perón photo
Eva Perón2
Ex-primeira-dama da Argentina
Che Guevara photo
Che Guevara77
guerrilheiro e político, líder da Revolução Cubana