„Vocês não escutam os barulhos das correntes!? Não as sentem presa em seus pés!?

Gritava o homem louco em uma praça movimentada, enquanto todos riam de sua barbárie.

Ah... Os homens loucos, não seriam estes os mais sábios dentre os seus? Mas do que adianta a sapiência ou a fúnebre estupidez, quando somos apenas macacos escravos de nossa própria lucidez.

Escravos de sua própria criação, do seu próprio mecanismo. Escravos de uma dor constante, de um medo constante e uma busca pela salvação que faz com que o homem curve-se diante de si mesmo.

Pequenos tolos, pensam estar no centro do palco para brilhar, quando em uma escala cósmica nem um outro ser em nossa insignificante existência iria acreditar.

Eu sempre me pego pensando sobre a vida, enquanto me perco em reflexões filosóficas diante da vastidão do cosmos. E me embriago em questões... - Será que em algum lugar no universo existe outra civilização? Como ela vive? Seria este o caminho que percorremos, o caminho natural a todos os seres? Curvar-se diante de suas próprias correntes!? Beijar as patas imundas de porcos políticos enquanto matamo-nos uns aos outros por ideologias banais!?

Seria o homem um erro do universo?

Aqui está o homem, sentado em sua cela com as chaves nas mãos gritando por liberdade e perdão por um deus que é o resultado de sua própria criação...“

— Gerson De Rodrigues

Publicidade

Citações relacionadas

 Confucio photo
José Martí photo
Publicidade
 Aristoteles photo
John Joseph Murphy photo
Otto Von Bismarck photo
 Buda photo
 Confucio photo
Liev Tolstói photo
Publicidade
 Epiteto photo
Abraham Lincoln photo
Publicidade
Marco Aurelio photo
 Spinoza photo
Liev Tolstói photo
Próximo