„Natal é um terror que compara favoravelmente com a grande praga de Londres, incêndio de de 1665-66. Ninguém foge dos sentimentos de desânimo mortal, inaptidão, frustração, solidão, culpa e compadecem. Ninguém escapa de sentir-se usado pela sociedade, pela religião, pelos amigos e parentes, pelos responsabilidades totalmente artificiais de estender saudações falsas, enviar cartões banais, reciprocidar presentes não solicitados, indo a festas obtusos, agüentam conhecimentos e advertências da família o resto do ano… em resumo, de ser brutalizado por um 'feriado' que perdeu praticamente todos seus significados originais e tornou-se um estratagema de comercialização de aparelhos de televisão a cores, e destruidores das florestas.“

"Christmas is an awfulness that compares favorably with the great London plague and fire of 1665-66. No one escapes the feelings of mortal dejection, inadequacy, frustration, loneliness, guilt and pity. No one escapes feeling used by society, by religion, by friends and relatives, by the utterly artifical responsiblities of extending false greetings, sending banal cards, reciprocating unsolicated gifts, going to dull parties, putting up with acquaintances and family one avoids all the rest of the year...in short, of being brutalized by a 'holiday' that has lost virtually all of its original meanings and has become a merchandising ploy for color tv set manufacturers and ravagers of the woodlands".
Harlan Ellison; Fonte: "No Offense Intended, But Fuck Xmas!", The Harlan Ellison Hornbook

Citações relacionadas

Jane Austen photo

„Ah! minha pobre criança, a verdade é que em Londres há sempre uma estação doentia. Ninguém é saudável em Londres, ninguém pode ser.“

—  Jane Austen, livro Emma

Ah! my poor dear child, the truth is, that in London it is always a sickly season. Nobody is healthy in London, nobody can be. It is a dreadful thing to have you forced to live there! so far off!-- and the air so bad!
Emma, Volume 1, Chapter 12
Emma

Concepción Arenal photo

„Todos são culpados mas ninguém tem culpa.“

—  Robert Hoffman (1921-1997)

Desvendar do Amor: Processo Hoffman da Quadrinidade - Página 125 http://books.google.com.br/books?id=j1CwuFF9260C&pg=PA125, Bob Hoffman, Editora Cultrix, ISBN 853160415X, 9788531604157 - 216 páginas

Augusto Cury photo
Louis Bourdaloue photo
Jean de La Bruyere photo
Aristoteles photo

„Que ninguém culpe um homem por ser feio.“

—  Aristoteles filósofo grego -384 - -321 a.C.

Variante: Que ninguém culpe um homem de ser feio.

Camilo Castelo Branco photo
Edna Ferber photo
Jean Baptiste Alphonse Karr photo
Jair Bolsonaro photo

„A sociedade comeu aquela mulher? Não fique culpando a sociedade. A sociedade é maravilhosa. Não estou culpando ninguém. A culpa é dela; ela que procurou fazer aquilo. Ela que procurou fazer sexo sem responsabilidade e, segundo ela, procurou a clínica de aborto.“

—  Jair Bolsonaro 38º Presidente do Brasil 1955

Sobre uma mulher morta numa clínica clandestina de aborto. Vídeo divulgado em 04/08/2017 no programa Greg News, de Gregório Duvivier, na HBO.
Década de 2010, 2017
Fonte: ID do vídeo no YouTube: CfvkWHHC9jQ. HBO Brasil, 04/08/2017.

Louisa May Alcott photo

„Natal não é natal sem um presente.“

—  Louisa May Alcott 1832 - 1888

Christmas won 't be Christmas without any presents!
Louisa May Alcott in Little Women (1868)

Clarice Lispector photo

„E ninguém é eu. E ninguém é você. Esta é a solidão.“

—  Clarice Lispector, livro Água Viva

Agua viva - página 41, Clarice Lispector - Círculo do Livro, 1973 - 115 páginas
Água Viva

Martha Medeiros photo
Wolfgang Amadeus Mozart photo

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“