Frases de Olavo Bilac

Olavo Bilac photo
25   41

Olavo Bilac

Data de nascimento: 16. Dezembro 1865
Data de falecimento: 28. Dezembro 1918

Olavo Brás Martins dos Guimarães Bilac foi um jornalista, contista , cronista e poeta brasileiro do período literário parnasiano, membro fundador da Academia Brasileira de Letras. Criou a cadeira 15 da instituição, cujo patrono é Gonçalves Dias.

Conhecido por sua atenção à literatura infantil e, principalmente, pela participação cívica, Bilac era um ativo republicano e nacionalista, também defensor do serviço militar obrigatório em um período em que o exército usufruía de amplas faculdades políticas em virtude do golpe militar de 1889. O poeta foi o responsável pela criação da letra do Hino à Bandeira, inicialmente criado para circulação na capital federal da época , e mais tarde sendo adotado em todo o Brasil. Também ficou famoso pelas fortes convicções políticas, sobressaindo-se a ferrenha oposição ao governo militar do marechal Floriano Peixoto. Em 1907 foi eleito "príncipe dos poetas brasileiros", pela revista Fon-Fon. Bilac, autor de alguns dos mais populares poemas brasileiros, é considerado o mais importante de nossos poetas parnasianos.

A Pátria não é a raça, não é o meio, não é o conjunto dos aparelhos econômicos e políticos: é o idioma criado ou herdado pelo povo.

– Olavo Bilac

„Há numa vida humana cem mil vidas,/ Cabem num coração cem mil pecados!“

—  Olavo Bilac

Atribuídas
Fonte: http://www.caras.uol.com.br - 5 de novembro de 2009 - EDIÇÃO 835 - Citações http://caras.uol.com.br/citacoes/edicoes/835/ha-numa-vida-humana-cem-mil-vidas-cabem-num-coracao-cem-mil-pecados/

„O medo é o pai da crença.“

—  Olavo Bilac

Olavo Bilac citado em "Frases Geniais" - Página 280, Paulo Buchsbaum, Ediouro Publicações, 2004, ISBN 8500015330, 9788500015335 - 440 páginas
Atribuídas

„Já repararam como se queixam de falta de tempo as pessoas que nada fazem?“

—  Olavo Bilac

Vossa insolência: crônicas‎ - Página 198, Olavo Bilac, Antônio Dimas - Editora Companhia das Letras, 1996, ISBN 8571646201, 9788571646209 - 415 páginas

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating

„Pois só quem ama pode ter ouvido capaz de ouvir e entender estrelas…“

—  Olavo Bilac

BILAC, OLAVO cadernos poesia brasileira: parnasianismo simbolismo São Paulo, instituto cultural, itaú, 1997.p.18._ ISBN 9788581811949

Autores parecidos

Carlos Drummond de Andrade photo
Carlos Drummond de Andrade213
Poeta brasileiro
Cora Coralina photo
Cora Coralina34
poetisa e contista brasileira
Mário Quintana photo
Mário Quintana396
Escritor brasileiro
Charles Bukowski photo
Charles Bukowski187
Poeta, Escritor e Romancista
Adélia Prado photo
Adélia Prado62
Poetisa e escritora brasileira
Clarice Lispector photo
Clarice Lispector1132
Escritora ucraniano-brasileira
Millôr Fernandes photo
Millôr Fernandes283
cartunista, humorista e dramaturgo brasileiro.
George Orwell photo
George Orwell93
escritor e jornalista britânico
Paulo Coelho photo
Paulo Coelho389
escritor e letrista brasileiro
Aniversários de hoje
Oswald de Andrade photo
Oswald de Andrade24
1890 - 1954
Maud Mannoni photo
Maud Mannoni1
1923 - 1998
Eugene H. Peterson photo
Eugene H. Peterson1
1932 - 2018
Outros 45 aniversários hoje
Autores parecidos
Carlos Drummond de Andrade photo
Carlos Drummond de Andrade213
Poeta brasileiro
Cora Coralina photo
Cora Coralina34
poetisa e contista brasileira
Mário Quintana photo
Mário Quintana396
Escritor brasileiro
Charles Bukowski photo
Charles Bukowski187
Poeta, Escritor e Romancista
Adélia Prado photo
Adélia Prado62
Poetisa e escritora brasileira