Frases de Natália Correia

Natália Correia photo
1   2

Natália Correia

Data de nascimento: 13. Setembro 1923
Data de falecimento: 16. Março 1993

Publicidade

Natália de Oliveira Correia GOSE • GOL foi uma escritora e poeta portuguesa, nascida no arquipélago dos Açores.

Deputada à Assembleia da República , interveio politicamente ao nível da cultura e do património, na defesa dos direitos humanos e dos direitos das mulheres. Autora da letra do Hino dos Açores. Juntamente com José Saramago , Armindo Magalhães, Manuel da Fonseca e Urbano Tavares Rodrigues foi, em 1992, um dos fundadores da Frente Nacional para a Defesa da Cultura . Tem uma biblioteca com o seu nome em Lisboa em Carnide.

A obra de Natália Correia estende-se por géneros variados, desde a poesia ao romance, teatro e ensaio. Colaborou com frequência em diversas publicações portuguesas e estrangeiras. Durante as décadas de 1950 e 1960, na sua casa reunia-se uma das mais vibrantes tertúlias de Lisboa, onde compareciam as mais destacadas figuras das artes, das letras e da política portuguesas e também internacionais. A partir de 1971, essas reuniões passaram a ter lugar no bar Botequim. Ficou conhecida pela sua personalidade livre de convenções sociais, vigorosa e polémica, que se reflecte na sua escrita. A sua obra está traduzida em várias línguas.

Citações Natália Correia

„Translation: A dark and troubled abstention:
Put a flower for me in the most secret garden
In a horizon of grace and clarity
Which was untouchable and next.A static promise in the light of the moon
Of the density which was corporal in me.
It is not the fault, it is the memory
Of the first morning of the sin
Without Eve and Adam.Only the proven fruit
And the rolled serpent
In my loneliness.“

—  Natália Correia
Uma obscura e inquieta castidade: pôs uma flor para mim no jardim mais secreto num horizonte de graça e claridade intangível e perto.<p>Promessa estática no luar da densidade em mim corpórea. não é a culpa, é a memoria da primeira manhã do pecado sem Eva e sem Adão.<p>Só o fruto provado e a serpente enroscada na minha solidão. Obscura Castidade (Dark Abstention).