Frases de Emanuel Wertheimer

86   0

Emanuel Wertheimer

Data de nascimento: 10. Maio 1846
Data de falecimento: 24. Agosto 1916

Emanuel Wertheimer - que falta uma descrição mais detalhada do autor.

Citações Emanuel Wertheimer


„Dinheiro! Como é que esta palavra prosaica exprime quase todo o talento.“

„Para os ricos, a pobreza dos outros é uma lei da natureza.“


„De ninguém nos despedimos tão demoradamente como da nossa mocidade; já ela vai muito longe, e ainda continuamos a dizer-lhe adeus.“

„Encontras cem ingratos; dificilmente encontras um benfeitor.“

„O conselho que damos mais expeditamente é aquele que não envolve a nossa coadjuvação.“

„A compaixão ocupa-nos tão exclusivamente, que nada resta para socorro.“

„Mocidade!... nunca a perdemos; o que somos é compelidos a abdicar dela.“

„O começo e a terminação do amor defrontam-se uma à outra, como enigmas.“


„Não é somente das más ações que mutuamente nos arrependemos; é também das boas.“

„Até a velhice sorri... quando se lhe fala do ideal.“

„Nunca há suficientes circunstâncias atenuantes para os crimes dos pobres.“

„Somente o gênio tem a coragem de não tentar ser agradável a todos.“


„* O lisonjeiro mente, até na maneira de ouvir.“

„A calúnia nunca se farta.“

„A miséria só principia, quando temos empobrecido até de esperanças.“

„Nunca pensamos que somos novos; apenas nos recordamos de que o fomos.“