„Os homens se assemelham-se a relógios a que se dá corda e trabalham sem saber a razão. E sempre que um homem vem a este mundo, o relógio da vida humana recebe corda novamente, para repetir, mais uma vez, o velho e gasto refrão da eterna caixa de música, frase por frase, com variações imperceptíveis.“

Publicidade

Citações relacionadas

Jaime Balmes photo
Jaime Balmes photo
Publicidade
Machado de Assis photo
Charles Dickens photo
Jorge Luis Borges photo
Publicidade
Jô Soares photo
Machado de Assis photo
Rabindranath Tagore photo
Miguel Falabella photo
Publicidade
Charles Dickens photo
Nicolas Chamfort photo
Próximo