„Falava de Ego, jovem artesão que fabricava lindíssimos bonecos, e dos seres que o atormentavam: Id, anão fescenino e peludo (espécie de curupira); Superego, autoritário e aristocrático patrão. Depois de um dia de estafante trabalho, Ego deitava-se mas não podia dormir: Id vinha do porão e punha-se a dançar em torno ao catre, fazendo caretas obscenas. Ego levantava-se e seguia o anão pelos campos, até o que
parecia ser a boca de um buraco de tatu, mas era na realidade a entrada para o fabuloso palácio subterrâneo da Fada Morgana. Nos grandes salões iluminados por tochas bailavam, diante dos olhos maravilhados de Ego, moças loiras e nuas. Estendiam-lhe os braços, mas, quando o rapaz ia se atirar a elas, surgia Superego, com seu fraque, sua cartola, seus lábios finos. A um sinal de sua bengala de castão de prata as bailarinas sumiam. Ele então se punha a zurzir o pobre Ego, repetindo monotonamente, não pecarás, não pecarás. O final era propositadamente otimista, com Ego livrando-se de seus algozes e casando com a Fada Morgana.“

Max and the Cats

Última atualização 22 de Maio de 2020. História

Citações relacionadas

Madonna photo

„Adoraria ser mais desprendida do meu ego. Mas, se não fosse o meu grande ego, jamais chegaria onde cheguei.“

—  Madonna Cantora, compositora, atriz, diretora e produtora musical dos Estados Unidos 1958

Madonna photo

„No momento estou em uma grande missão: desinflar meu ego.“

—  Madonna Cantora, compositora, atriz, diretora e produtora musical dos Estados Unidos 1958

Aguinaldo Silva photo
Elizabeth Gilbert photo
Sigmund Freud photo

„A renúncia progressiva a instintos constitucionais, cuja atividade poderia trazer ao ego um prazer primário parece ser um dos fundamentos do desenvolvimento da civilização humana.“

—  Sigmund Freud 1856 - 1939

Sigmund Freud como citado em O encontro de si mesmo - Página 116, Arthur Salles - Livraria Freitas Bastos, 1974, 168 páginas

Jean Jacques Rousseau photo

„A compaixão é um sentimento natural que, ao moderar a violência do amor pelo próprio ego em cada indivíduo, contribui para a preservação de toda a espécie. É ela que nos impede a consolar imediatamente aqueles que estão sofrendo sem que tenhamos pensado sobre isso antes.“

—  Jean Jacques Rousseau 1712 - 1778

Il est donc certain que la pitié est un sentiment naturel, qui, modérant dans chaque individu l'activité de l'amour de soi-même, concourt à la conservation mutuelle de toute l'espèce. C'est elle qui nous porte sans réflexion au secours de ceux que nous voyons souffrir
Œuvres completes de J.J. Rousseau: Politique - Volume 7, Página 101 http://books.google.com.br/books?id=45YwAAAAYAAJ&pg=PA101, Jean-Jacques Rousseau, Achille-Guillaume Le ... - Poinçot, 1790
Outras obras

Richard Dawkins photo

„Pode ser que haja fadas no fundo do jardim. Não há evidências disso, mas você não pode provar que não existe fada alguma, então não devíamos ser agnósticos quanto às fadas?“

—  Richard Dawkins 1941

There may be fairies at the bottom of the garden. There is no evidence for it, but you can't prove that there aren't any, so shouldn't we be agnostic with respect to fairies?
Richard Dawkins citado em "Do Science and the Bible Conflict?" - Página 31, Judson Poling - Zondervan, 2003, ISBN 0310245079, 9780310245070 - 80 páginas
Atribuídas

Sogyal Rinpoche photo
Fabrício Carpinejar photo
Germaine Greer photo
Jasmin St. Claire photo
Ricardo Araújo Pereira photo

„Estava a chupar o seu mini-punho.“

—  Ricardo Araújo Pereira 1974

" Entretenimento para bebés ", Mixórdia de Temáticas 21-05-2015

Gilbert Keith Chesterton photo
Wesley Snipes photo

Tópicos relacionados