„O vento também é eterno. Nunca acaba. Quando o vento entra no nosso corpo, nascemos, e, quando sai, é porque morremos, por isso temos de ser amigos do vento.
- E... este...
- Já nem sabes o que perguntar. É melhor guardares silêncio, não gastes a tua saliva. A saiva é água sagrada que o coração cria. A saliva não deve gastar-se em palavras inúteis porque então estaremos a desperdiçar a água dos deuses e olha, vou dizer-te uma cois que não deves esquecer: se as palavras não servirem para humedecer os outros a lembrança e conseguir que aí floresça a memória de deus, não servem para nada.“

—  Laura Esquivel, Malinche
Publicidade

Citações relacionadas

William Shakespeare photo
Publicidade
Pablo Neruda photo
Rainer Maria Rilke photo
Fernando Sabino photo
Padre Antônio Vieira photo
 Dalai Lama photo
Publicidade
Victor Hugo photo
Lucio Anneo Seneca photo
Fernando Pessoa photo
Publicidade
Gaston Bachelard photo
Fernando Pessoa photo
Eugenio Montale photo