„-... Porque, uma vez que você começou - perorava -, não há nenhuma razão para parar. O passo entre a realidade que é fotografada na medida em que nos parece bonita e a realidade que nos parece bonita na medida em que foi fotografada é curtíssimo. Se você fotografa Pierluca enquanto ele está fazendo o castelo de areia, não há razão para não fotografá-lo enquanto está chorando porque o castelo desmoronou, e depois enquanto a ama o consola fazendo-o encontrar no meio da areia uma casquinha de concha. É só você começar a dizer a respeito de alguma coisa: "Ah, que bonito, que tinha era que tirar uma foto!", e já está no terreno de quem pensa que tudo o que não é fotografado é perdido, que é como se não tivesse existido, e que então para viver de verdade é preciso fotografar o mais que se possa, e para fotografar o mais que se possa é preciso: ou viver de um modo o mais fotografável possível, ou então considerar fotografáveis todos os momentos da própria vida.“

—  Italo Calvino, Difficult Loves
Publicidade

Citações relacionadas

Ralph Waldo Emerson photo
Publicidade
Antoine de Saint-Exupéry photo
Isaac Newton photo
Isaac Newton photo
Renato Russo photo
 Xuxa photo
John Lennon photo
Publicidade
John Lennon photo
Martin Luther King Junior photo
Lucio Anneo Seneca photo
Publicidade
Mahátma Gándhí photo
Isabel Allende photo
Próximo