Frases sobre festejo

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da festejo.

Total 7 citações, filtro:


„"Apenas necessitava de silêncio, distante da aglomeração humana e de quaisquer sombras e resquícios de atividade humana, padrões sociais e desejos insaciáveis. Em completo silêncio, era o que precisava. Uma fuga por tempo indeterminado para retornar à minha essência que anula-se cegamente aos atos da vida urbana da modernidade.
Não me encaixava em nenhum grupo, e não desejava compor nenhum deles. Sinto que a aproximação aos aglomerados de pessoas anulam minha individualidade. Todos eles caminham rumo ao declínio.
Não poderia haver momento mais pleno e alegre enquanto estava só e enrolada ao cobertor em uma manhã fria de inverno. Por mais que confortasse, e trouxesse paz, era temporário. Saberia que pouquíssimo tempo após teria de levantar-me e realizar as obrigações sociais, e conviver com indivíduos inertes e demasiadamente dependentes do sistema. Tampouco capazes de perceberem a realidade em que vivem, e seguem cegamente sem questionar. Fazendo-se de seus ídolos muletas metafísicas, e nutrindo meias verdades e desejos insaciáveis para suportar a existência. Vivendo na ilusão do conhecimento sem compreender a vastidão infinita presente no interior de vossas almas.
Sou inteiramente propícia a vivenciar a solitude em completo festejo, e transformar o mais profano padecimento em conhecimento. A solidão compõe a mais profunda das filosofias.
Livrai-vos de vossos apegos, pois são estas às raízes que sustentam vossos sofrimentos. Plantastes sofrimento e colhestes saberes."“

—  Maria Eduarda Eskildsen

Maite Perroni photo
Publicidade
João Morgado photo
Marquês de Maricá photo
Mathurin Regnier photo

„A honra é um velho santo que não se festeja mais.“

—  Mathurin Regnier 1573 - 1613
Fonte: Revista Caras http://www.caras.com.br, Edição 677 L'honneur est un vieux saint que l'on ne chôme plus. Les harangues de l'exil : études historiques et littéraires: Montesquieu. Voltaire. L'éncyclopédie. J.-J. Rousseau. Résume général‎ - Página 386 http://books.google.com.br/books?id=fm4UAAAAQAAJ&pg=PA386, de François-Désiré Bancel - Publicado por Libr. internationale, 1863