„Quem não ama a solidão, também não ama a liberdade: apenas quando se está só é que se está livre.“

Última atualização 8 de Julho de 2019. História

Citações relacionadas

Vinícius de Moraes photo

„A pior solidão é a da pessoa que não ama.“

—  Vinícius de Moraes cantor, poeta, compositor e diplomata brasileiro 1913 - 1980

Clarice Lispector photo
Alexandre Dumas, pai photo
Stanisław Jerzy Lec photo
Germaine de Staël photo
Richard Bach photo

„Se você ama alguém, deixe-o livre. Se ele voltar, é seu. Se não, nunca foi.“

—  Richard Bach 1936

Variante: Se você ama alguém, deixo-o livre; se ele voltar, ele é seu; se não, nunca foi.

Clarice Lispector photo
Richard Bach photo
Plínio Marcos photo

„Um povo que não ama e não preserva suas formas de expressão mais autênticas jamais será um povo livre.“

—  Plínio Marcos Escritor, Autor, Roteirista brasileiro 1935 - 1999

Jesus homem: peça e debate‎ - Página 47, de Plínio Marcos - Publicado por Editora do Grêmio Politécnico, 1981 - 77 páginas
O Carnaval dos Cordões, em Folha de São Paulo http://almanaque.folha.uol.com.br/plinio_marcos_o_carnaval_dos_cordoes.htm, 13 de fevereiro de 1977

Carlos Lacerda photo
Leo Buscaglia photo

„Ame ao próximo como ama a ti mesmo.“

—  Rabi Aquiva

Levítico, 19:18; citação próxima à de Jesus (Marcos 12, 31)
Mal atribuídas

Agostinho da Silva photo
Rosa Luxemburgo photo

„A liberdade apenas para os partidários do governo, apenas para os membros do partido, por muitos que sejam, não é liberdade. A liberdade é sempre a liberdade para o que pensa diferente.“

—  Rosa Luxemburgo filósofa marxista polaco-alemã 1871 - 1919

"Freiheit nur für die Anhänger der Regierung, nur für Mitglieder einer Partei - mögen sie noch so zahlreich sein - ist keine Freiheit. Freiheit ist immer Freiheit der Andersdenkenden. Nicht wegen des Fanatismus der »Gerechtigkeit«, sondern weil all das Belebende, Heilsame und Reinigende der politischen Freiheit an diesem Wesen hängt und seine Wirkung versagt, wenn die »Freiheit« zum Privilegium wird."
Die russische Revolution. Eine kritische Würdigung [A revolução russa. Uma avaliação crítica], Berlin 1920 S. 109; Rosa Luxemburg - Gesammelte Werke Band 4, S. 359, Anmerkung 3 Dietz Verlag Berlin (Ost), 1983

Marguerite Duras photo

„Caminhais em direcção da solidão. Eu, não, eu tenho os livros.“

—  Marguerite Duras 1914 - 1996

Variante: Caminhais em direção da solidão. Eu, não, eu tenho os livros.

Benjamin Franklin photo
George Bernard Shaw photo

Tópicos relacionados