„Razão do homem: se a não ouvimos, tudo é escuro. Se a ouvimos demais, nada é seguro.“

Alexander Pope photo
Alexander Pope46
1688 - 1744

Citações relacionadas

Baltasar Gracián photo
Milan Kundera photo
Gilbert Keith Chesterton photo
Marguerite Yourcenar photo

„É um erro ter razão cedo demais.“

—  Marguerite Yourcenar, livro Memórias de Adriano

C'est avoir tort que d'avoir raison trop tôt.
Mémoires d'Hadrien‎ - Página 88, Marguerite Yourcenar - Plon, 1956 - 319 páginas
Memórias de Adriano

Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche photo

„Tudo o que permanece alheio ao homem é como se não existisse para ele, mas nem por isso deixa de existir para os demais.“

—  Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche 1901 - 1963

Atribuídas
Variante: Tudo o que permanece alheio ao homem é como se não existisse para ele, mas nem por isso deixa de existir para os demais.

John Emerich Edward Dalberg-Acton photo

„Tudo o que é secreto degenera, mesmo na Justiça. Nada é seguro sem que prove ser capaz de enfrentar discussões e publicidade.“

—  John Emerich Edward Dalberg-Acton historiador e político britânico 1834 - 1902

Every thing secret degenerates, even the administration of justice; nothing is safe that does not show how it can bear discussion and publicity.
Lord Acton and His Circle - Página 166, John Emerich Edward Dalberg Acton Baron Acton, ‎Francis Aidan Gasquet - Longmans, Green, 1906

Paulo Coelho photo
Victor Hugo photo
Liev Tolstói photo
Giovanna Ewbank photo
Clarice Lispector photo
Stephenie Meyer photo
Leonardo Da Vinci photo
Blaise Pascal photo

„O que é o homem na natureza? Um nada em relação ao infinito, um tudo em relação ao nada, um ponto a meio entre nada e tudo.“

—  Blaise Pascal 1623 - 1662

Variante: O que é o homem na natureza? Um nada em comparação com o infinito, um tudo em face do nada, um intermediário entre o nada e o tudo.

Leo Buscaglia photo

„Um homem livre é livre mesmo na mais escura das prisões.“

—  Leo Buscaglia 1924 - 1998

A free man is free even in the darkest prison.
Love - Página 114, Leo F. Buscaglia - Fawcett Books, 1972, ISBN 0449234525, 9780449234525, 207 páginas

Erich Maria Remarque photo
Tim Maia photo

„Tudo é tudo e nada é nada.“

—  Tim Maia Cantor Brasileiro 1942 - 1998

Carlos Ruiz Zafón photo

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“