„Exige-se, para o perfeito amor, que o amado ame o amante; que este ame, em si próprio, o amante que ama o amado e que o amado ama, o mesmo tendo de haver no correspondente. Que os amantes amem nos amados os amantes que a eles os amam. Ou, mais simples: que o amor se ame.“

Última atualização 14 de Julho de 2021. História

Citações relacionadas

Lucio Anneo Seneca photo

„Se quer ser amado, ame.“

—  Lucio Anneo Seneca -4 - 65 a.C.

Variante: Se quiseres ser amado, ama.

François de La  Rochefoucauld photo
Manuel Maria Barbosa du Bocage photo
Propércio photo

„Quando o amante está distante, mais quente se faz o desejo; / o hábito deixa o amado fastidioso.“

—  Propércio -47 - -14 a.C.

"Semper in absentis felicior aestus amantis: / eleuat assiduos copia longa"
Elegias. 2.33c.43-4 https://books.google.com.br/books?id=8RGdCgAAQBAJ&pg=PT184. Sexto Propércio; tradução e organização de Guilherme Gontijo Flores.
Por não se conectar com o restante do poema, Heyworth considera que estes versos sejam fragmentos de outras elegias, proposta que é seguida por G. P. Goold e Simone Viarre. Paolo Fideli acredita que se trata do fechamento de uma elegia maior.
Variante: "O ardor é mais feliz se amantes estão longe: / longa fartura arrasa os mais frequentes."
Variante: Quando o amante está distante, mais quente se faz o desejo;
o hábito deixa o amado fastidioso.
Fonte: Sexto Propércio. Elegias de Sexto Propércio; organização, introdução, tradução e notas: Guilherme Gontijo Flores. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2014. página 379. Nota referente a elegia 2.33.41-44.

Leonardo Da Vinci photo
George G. Byron photo

„A sua primeira paixão, a mulher ama seu amante; em todas as outras ela só ama o amor.“

—  George G. Byron 1788 - 1824

Variante: Na sua primeira paixão, a mulher ama o seu amante; em todas as outras, do que ela gosta é do amor.

Fernando Pessoa photo
Leo Buscaglia photo
Pablo Neruda photo
Artur Rubinstein photo
Geoffrey Chaucer photo
Ovidio photo
João Bosco (santo) photo

„Ame ao próximo como ama a ti mesmo.“

—  Rabi Aquiva

Levítico, 19:18; citação próxima à de Jesus (Marcos 12, 31)
Mal atribuídas

Stendhal photo

„O amor é um sentimento tão delicioso porque o interesse de quem ama confunde-se com o do amado.“

—  Stendhal 1783 - 1842

Pourquoi l'amour est-il un sentiment si délicieux ? C'est que les intérêts de l'a mant et de l'aimée y sont confondus.
Pensées, filosofia nova: Filosofia nova‎ - v.1 Página 171, de Stendhal, Henri Martineau - Publicado por Le Divan, 1931

Julie de Lespinasse photo

Tópicos relacionados