„As regras e teorias de um velho sheik árabe chamado Maomé e as abstrusas interpretações de gerações de sujos e ignorantes padrecos fixaram a lei civil e penal da Turquia. Eles determinaram a forma da constituição, as mais pequenas acções e gestos do cidadão, a sua alimentação, as horas para levantar e dormir, tradições e hábitos e mesmo os mais íntimos pensamentos. O Islão, essa absurda teologia de um beduíno amoral, é um cadáver podre que envenena a nossa vida. A população da república turca, que reclama o direito a ser civilizada, tem de demonstrar a sua civilização através das suas ideias, sua mentalidade, através da sua vida familiar e seu modo de vida.“

Publicidade

Citações relacionadas

Michail Bakunin photo
Mahátma Gándhí photo
Publicidade
Mahátma Gándhí photo
Fernando Pessoa photo
Benjamin Disraeli photo
Lucio Anneo Seneca photo
Raymond Firth photo
Publicidade
Camilla Läckberg photo
André Gide photo
Liev Tolstói photo
Publicidade
Millôr Fernandes photo
Norberto Bobbio photo
Próximo