Frases de Filipe, Duque de Edimburgo

Filipe, Duque de Edimburgo foto
15  0

Filipe, Duque de Edimburgo

Data de nascimento: 10. Junho 1921

Publicidade

Filipe da Grécia e Dinamarca, Duque de Edimburgo é o marido da rainha Isabel II e consorte do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte desde 1952. Ele é o consorte mais velho e de maior reinado na história da monarquia britânica, além de o homem mais velho da história da família real.

Filipe é filho do príncipe André da Grécia e Dinamarca e sua esposa a princesa Alice de Battenberg, sendo membro das famílias reais grega e dinamarquesa. Ele nasceu na Grécia, porém foi expulso do país junto com os pais enquanto ainda era criança. Filipe estudou na França, Inglaterra, Alemanha e Escócia, entrando na Marinha Real Britânica em 1939 aos dezoito anos. Ele começou a se corresponder no mesmo ano com a princesa Isabel, filha mais velha e herdeira do rei Jorge VI do Reino Unido. Ele serviu no Mediterrâneo e no Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial.

Depois da guerra, Filipe recebeu permissão do rei para se casar com Isabel. Ele abandonou seus títulos gregos e dinamarqueses antes do anúncio oficial, se converteu para o anglicanismo e se naturalizou um cidadão britânico, adotando o sobrenome Mountbatten a partir de seus avôs maternos. Os dois se casaram no dia 20 de novembro de 1947 após cinco meses de noivado. Ao se casar Filipe recebeu o estilo do "Sua Alteza Real" e o título de Duque de Edimburgo. Ele continuou no serviço ativo da marinha até Isabel ascender ao torno em 1952, tendo alcançado a patente de comandante.

Filipe e Isabel têm quatro filhos: Carlos, Ana, André e Eduardo. Ele também tem oito netos e cinco bisnetos. Filipe atualmente é patrono de mais de oitocentas organizações e realiza diversos deveres oficiais sozinho e principalmente junto com Isabel.

Citações Filipe, Duque de Edimburgo

Publicidade
Publicidade
Publicidade

„Wildlife — and that includes everything from microbes to blue whales and from a fungus to a redwood tree — has been so much part of life on the earth that we are inclined to take its continued existence for granted...Yet the wildlife of the world is disappearing, not because of a malicious and deliberate policy of slaughter and extermination, but simply because of a general and widespread ignorance and neglect.“

— Prince Philip, Duke of Edinburgh
Context: Why then be concerned about the conservation of wildlife when for all practical purposes we would be much better off if humans and their domestic animals and pets were the only living creatures on the face of the earth? There is no obvious and demolishing answer to this rather doubtful logic although in practice the destruction of all wild animals would certainly bring devastating changes to our existence on this planet as we know it today... The trouble is that everything in nature is completely interdependent. Tinker with one part of it and the repercussions ripple out in all directions... Wildlife — and that includes everything from microbes to blue whales and from a fungus to a redwood tree — has been so much part of life on the earth that we are inclined to take its continued existence for granted... Yet the wildlife of the world is disappearing, not because of a malicious and deliberate policy of slaughter and extermination, but simply because of a general and widespread ignorance and neglect. World Wildlife Fund Dinner, York, (1969)

Próximo