„SONETO CV

Não chame o meu amor de Idolatria
Nem de ídolo realce a quem eu amo,
Pois todo o meu cantar a um só se alia,
E de uma só maneira eu o proclamo.
É hoje e sempre o meu amor galante,
Inalterável, em grande excelência;
Por isso a minha rima é tão constante
A uma só coisa e exclui a diferença.
'Beleza, Bem, Verdade', eis o que exprimo;
'Beleza, Bem, Verdade', todo o acento;
E em tal mudança está tudo o que primo,
Em um, três temas, de amplo movimento.
'Beleza, Bem, Verdade' sós, outrora;
Num mesmo ser vivem juntos agora.“

Publicidade

Citações relacionadas

John Keats photo
Publicidade
 Ovidio photo
Alejandro Casona photo
Khalil Gibran photo
William Shakespeare photo
Frank Zappa photo
Simone Weil photo
Publicidade
Vinícius de Moraes photo
 Novalis photo
Anatole France photo
Torquato Tasso photo
Publicidade
Henri Dominique Lacordaire photo
Khalil Gibran photo
Próximo