„A clemência é neste mundo, o mais belo sinal do verdadeiro monarca.“

Pierre Corneille photo
Pierre Corneille37
1606 - 1684

Citações relacionadas

Cornelia Funke photo
Albert Einstein photo

„O verdadeiro sinal de inteligência não é o conhecimento, e sim a imaginação.“

—  Albert Einstein 1879 - 1955

The true sign of intelligence is not knowledge, but imagination.
The Gramophone - Volume 83 https://books.google.com.br/books?id=q9s4AQAAIAAJ, Edições 998-1000 - Página 3, C. Mackenzie, 2005
Atribuídas

Nicolás Boileau photo

„Nada é belo senão o verdadeiro: só o verdadeiro é amável.“

—  Nicolás Boileau 1636 - 1711

Rien n'est beau que le vrai : le vrai seul est aimable
"Épitre IX - à M. le marquis de Seignelay, secrétaire d'état." in: "Oeuvres de Boileau-Despréaux‎" - Tome Deuxième Página 111 http://books.google.com.br/books?id=qfsZAAAAYAAJ&pg=PA111, de Nicolas Boileau Despréaux - Publicado por J. J. Blaise, 1821

James Dean photo
Victor Hugo photo

„Tudo quanto é belo manifesta o verdadeiro.“

—  Victor Hugo poeta, romancista e dramaturgo francês 1802 - 1885

Jonathan Swift photo

„Quando um verdadeiro gênio aparece no mundo é logo reconhecido por este sinal: os tolos ligam-se todos contra ele.“

—  Jonathan Swift Escritor anglo-irlandês conhecido pela sua obra "As Viagens de Gulliver" 1667 - 1745

When a true genius appears in the world, you may know him by this sign, that the dunces are all in confederacy against him.
Miscellanies [by J. Swift and others]. Vol.1-[3, called the last vol.]. - Página 296 http://books.google.com.br/books?id=sAwUAAAAQAAJ&pg=PA296, Jonathan Swift - 1731
Variante: Quando um gênio verdadeiro aparece neste mundo você pode conhecê-lo pelo seguinte sinal, os ignorantes estão todos unidos contra ele.

Thomas Fuller photo
Agostinho da Silva photo
Jean de La Bruyere photo

„Não há no mundo exagero mais belo que a gratidão.“

—  Jean de La Bruyere 1645 - 1696

Il n'y a guère au monde un plus bel excès que celui de la reconnaissance
Oeuvres de La Bruyère‎ - Página 52 http://books.google.com.br/books?id=5maDHUQkqEEC&pg=PA52, Jean de La Bruyere - chez A. Belin, imprimeur-libraire, 1820 - 416 páginas

Richard Dawkins photo

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“