Frases de Carmen Sylva

Carmen Sylva foto

27   0

Carmen Sylva

Data de nascimento: 29. Dezembro 1843
Data de falecimento: 2. Março 1916
Outros nomes: Carmen Sylvová

Isabel Paulina Otília Luísa de Wied VA foi a rainha consorte do rei Carlos I da Romênia. Era também bastante conhecida por seu nome literário, Carmen Sylva.

Citações Carmen Sylva


„A felicidade é como um eco; responde, mas não se aproxima.“

„Não será a dúvida que distingue o homem dos brutos?“


„Querer seria poder se todos os meios fossem bons.“

„O amor pede, a amizade dá.“

„Os dois maiores poetas, Homero e Shakespeare, esqueceram a tal ponto o falar de si mesmos, que chegou a duvidar-se da sua própria existência.“

„A felicidade é um aroma, um ruído de festa; leva-os o vento, e despedaçam-se as cordas.“

„Chama-se realismo à fealdade, assim como se chama franqueza à grosseria.“

„Não vos parece que certos pais querem castigar nos filhos a má educação que lhes deram?“


„Num casamento, as mulheres choram e os homens riem.“

„As mulheres combatem nos filhos os defeitos do marido.“

„O perdão é sinal de indiferença; o verdadeiro amor jamais perdoa.“

„Uma grande desgraça confere certo decoro mesmo às pessoas mais insignificantes.“


„Dizem que a vingança é doce; à abelha custa-lhe a vida.“

„O homem ama acima de tudo a mulher; a mulher ama acima de tudo os filhos.“

„Uma mulher é apedrejada pela acção que poderia ter sido praticada por um homem perfeito.“

„A religião inspirou sempre os artistas; mas estes raramente foram santos.“

Autores parecidos