„É a característica geral do país: camuflamos nosso mercenarismo com singelos diminutivos. O policial nunca cobra um suborno, mas uma 'ceverjinha'. O fiscal da prefeitura leva uma 'caixinha'. O político dá uma 'azeitadinha'. Ninguém se corrompe de forma direta, metódica, profissional. A gente é diletante até pra se vender.“

Última atualização 18 de Janeiro de 2019. História

Citações relacionadas

José Saramago photo
Barão de Itararé photo
Roberto João Pereira Freire photo

„Corremos o risco de sair das páginas de política para as policiais.“

—  Roberto João Pereira Freire 1942

Roberto Freire, senador (PPS-PE), criticando a atuação de Mangabeira Unger, professor da Harvard, que quer sair candidato à prefeitura paulistana, no processo de filiação fraudulento; citado em Revista Veja, Edição 1 655 - 28/6/2000 http://veja.abril.com.br/280600/vejaessa.html

Vicente Paulo da Silva photo

„Não estou olhando o policial agressor do trabalhador, mas o pai de família.“

—  Vicente Paulo da Silva 1956

Explicando para suas bases por que apóia a greve da polícia por melhores salários.
Fonte: Revista Veja http://veja.abril.com.br/300797/p_015.html

Marina Lima photo

„A imprensa é engraçada, porque cobra muito a verdade, mas quando você a diz ninguém acredita.“

—  Marina Lima 1955

Marina Lima, cantora e compositora, sobre a depressão que a afastou dos palcos
Fonte: Revista Veja, Edição 1 660 - 2/8/2000 http://veja.abril.com.br/020800/vejaessa.html

Falcão (músico) photo

„Chifre é como assombração, geralmente aparece pra quem tem medo.“

—  Falcão (músico) cantor brasileiro 1957

na música "A esperança é a única que morre"

Vanderlei Luxemburgo photo

„Meu único crime é sonegação fiscal.“

—  Vanderlei Luxemburgo Treinador brasileiro de futebol 1952

Wanderley Luxemburgo, técnico da seleção brasileira
Fonte: Revista Veja, Edição 1 666 - 13/9/2000 http://veja.abril.com.br/130900/vejaessa.html

Cazuza photo
Caetano Veloso photo

„Gente é pra brilhar, não pra morrer de fome.“

—  Caetano Veloso músico, produtor, arranjador e escritor brasileiro 1942

Marisa Letícia Lula da Silva photo
Paulo Leminski photo
Tulio Maravilha photo

„“Tenho a política de que não se leva nada deste mundo. Bens materiais não são o meu forte. Eu não tenho nada meu. Tenho isso, R$ 1, que não dá para comprar nem uma balinha. Não dá para eu comprar nada““

—  Tulio Maravilha futebolista brasileiro 1969

justificando o patrimônio que ele declarou ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em 2008, quando se aventurou pela primeira vez na política.
entrevista http://www.diaadiarevista.com.br/News/17/1088/tulio-f-c-.aspx à Marília Ruiz; Revista Dia a Dia; Túlio F.C.; domingo, 1 de novembro de 2009

„A vida é incontornável. A gente perde, leva porrada, é passado pra trás, cai. Dói, ai, dói demais. Mas passa.“

—  Caio Fernando Abreu escritor brasileiro 1948 - 1996

Variante: A gente perde, leva porrada, é passado pra trás, cai. Dói, aí, doí demais. Mas passa.

Andrea Dworkin photo
Tati Bernardi photo