„O amor, então, reconhece as necessidades, físicas e emocionais. Enxerga tão bem quanto olha, escuta tão bem quanto ouve. O amor toca, acaricia e revela na gratificação sensual. O amor é livre e não pode ser realizado se não for deixado livre. O amor encontra seu próprio caminho, estabelece seu próprio movimento e segue de sua própria maneira. O amor reconhece e aprecia sua individualidade. O amor não precisa de reconhecimento, pois se seu efeito for reconhecível, não é amor verdadeiro.“

— Leo Buscaglia

Publicidade

Citações relacionadas

Máximo Gorki foto
Chico Xavier foto
Publicidade
Nélson Rodrigues foto
João Guimarães Rosa foto
Publicidade
Pablo Neruda foto
Adam Smith foto
Pablo Neruda foto
Publicidade
 Platão foto
Honoré De Balzac foto
Caetano Veloso foto
Pablo Neruda foto
Próximo