„O amor, então, reconhece as necessidades, físicas e emocionais. Enxerga tão bem quanto olha, escuta tão bem quanto ouve. O amor toca, acaricia e revela na gratificação sensual. O amor é livre e não pode ser realizado se não for deixado livre. O amor encontra seu próprio caminho, estabelece seu próprio movimento e segue de sua própria maneira. O amor reconhece e aprecia sua individualidade. O amor não precisa de reconhecimento, pois se seu efeito for reconhecível, não é amor verdadeiro.“

Publicidade

Citações relacionadas

Leo Buscaglia photo
Publicidade
Marquês de Maricá photo
Paolo Mantegazza photo
Jean Louis Vaudoyer photo
François de La  Rochefoucauld photo
Leo Buscaglia photo
Publicidade
Bernard le Bovier de Fontenelle photo
Leo Buscaglia photo
François de La  Rochefoucauld photo
Publicidade
Clarice Lispector photo
Thomas Fuller photo
Clarice Lispector photo