Frases de Tony Blair

Tony Blair photo
7   0

Tony Blair

Data de nascimento: 6. Maio 1953

Anthony Charles Lynton "Tony" Blair é um político britânico, tendo ocupado o cargo de primeiro-ministro do Reino Unido de 2 de maio de 1997 a 27 de junho de 2007, e foi líder do Partido Trabalhista de 1994 a 2007 e de membro do Parlamento Britânico de 1983 a 2007.

Depois de deixar o cargo de primeiro-ministro, Blair foi indicado para a posição de enviado no Oriente Médio da ONU, da União Européia, dos Estados Unidos e da Rússia.

Blair foi educado em colégios de Edimburgo e depois estudou Direito em Oxford, convertendo-se em advogado especializado em Direito Sindical em 1976. Em 1983, foi eleito deputado do Partido Trabalhista Inglês no Parlamento. De 1984 a 1987, foi porta-voz da oposição sobre assuntos de tesouro e economia.

Após a morte de John Smith em 1994, Blair, então com 41 anos, tornou-se o líder mais jovem já surgido no Trabalhismo inglês. O Congresso de seu partido em 1996, adotou a política proposta por Tony Blair, que buscava uma reforma constitucional, especial atenção à educação e à saúde e a maior integração com a União Europeia . Nas eleições de 1997, derrotou o conservador John Major por uma grande maioria dos votos. Apresentou "O modelo para o século XXI", segundo o princípio "trabalho para os que podem trabalhar" e "assistência para os que não podem trabalhar". Contribuiu para pôr fim a trinta anos de conflito na Irlanda do Norte, firmando após quase dois anos de negociações um acordo de paz. Este acordo contou com a colaboração do presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton.

Como presidente no retorno do Conselho da União Europeia, Blair aprovou o tratado de Maio de 1998 para a circulação do Euro. Em Janeiro de 1999 propôs converter a Câmara de Lordes em um senado com eleição por sufrágio universal. No mesmo ano obteve o Prêmio Carlos Magno pela sua contribuição à unidade européia.

Como primeiro-ministro do Reino Unido, aprovou a criação de um salário mínimo nacional e leis de direitos humanos e proteção a liberdade de informação. Conforme prometido na campanha de 1997, iniciou o processo de "devolução" de poder político para a Escócia, a Irlanda do Norte e o País de Gales. Ele também presidiu sobre um período de forte expansão econômica na Grã-Bretanha.

Em Junho de 2001, nas eleições gerais, o Partido Trabalhista de Tony Blair ganha o segundo mandato, caso inédito no currículo do partido trabalhista.

Em Março de 2003, Blair decide em conjunto com o presidente norte-americano George W. Bush atacar o Iraque. Envia tropas britânicas para um conflito que tinha como objectivo desarmar o governo iraquiano e depor Saddam Hussein.

Em 2005 Tony Blair lidera novamente o Partido Trabalhista numa estreia absoluta, ao alcançar a vitória para um terceiro mandato consecutivo.

Na sequência das negociações da OMC para a eliminação de barreiras alfandegárias, Tony Blair defende a abolição total das tarifas aduaneiras pela União Europeia para os produtos agrícolas, bem como o fim dos subsídios estatais à produção, ao rendimento e sobretudo à exportação. Tal posição que ia ao encontro das pretensões dos países em desenvolvimento, como o Brasil, Argentina, Tanzânia, Índia, entre outros, potenciaria a entrada daquelas economias nos mercados protegidos europeu e norte-americano.

No entanto, a França opôs-se tenazmente, remetendo para 2013 uma revisão global da Política Agrícola Comum da União Europeia.

Em 2006, o Partido Republicano dos EUA, ao qual o Presidente Bush pertence, perdeu as eleições parlamentares em seu país para o Partido Democrata, o que mostrou o descontentamento do povo norte-americano com seu líder. Blair, assim, vê sua imagem prejudicada, já que o principal motivo que levou à rejeição do domínio republicano foi o fiasco da Guerra do Iraque. O Primeiro-Ministro percebe, desta forma, ter também grande probabilidade de perder o poder pelas mãos do Parlamento depois de nove anos no cargo.

Em 10 de maio de 2007, Tony Blair anunciou formalmente que renunciava a líder do Partido Trabalhista no dia 24 de junho, e consequentemente ao ofício de primeiro-ministro, após 10 anos de serviço. No dia 27 de junho, renunciou formalmente. Gordon Brown sucedeu-o em ambos os cargos.

Em Dezembro de 2007 anunciou oficialmente a sua conversão ao catolicismo, deixando a Igreja Anglicana. Em uma conferência em abril de 2008 pronunciada na Catedral de Westminster perante umas 1600 pessoas, Blair destacou a importância da religião em um mundo globalizado. Disse que a religião poderia "despertar a consciência do mundo" e a ajudar a alcançar os Objetivos do Milênio da ONU contra a pobreza e a fome, dentre outras causas nobres. Chegou a ser apontado como um enviado para o Quarteto do Oriente Médio. Ainda em 2008, fundou uma fundação de caridade. Em março de 2010, escreveu suas memórias, intitulado A Journey.

Apesar da popularidade na primeira metade do seu governo, a sua percepção perante o povo britânico piorou quando ele deixou o cargo . Contudo, acadêmicos e cientistas políticos o listam como um dos melhores primeiros-ministros da nação.

== Referências ==

Citações Tony Blair

„Peço desculpas pelo erro da Inteligência em relação às armas de destruição em massa, mas nunca pedirei desculpas pela remoção de Saddam. O mundo é melhor com ele preso.“

—  Tony Blair

discursando sobre o Iraque, o primeiro-ministro fez mais uma forte defesa de sua decisão de ir ao combate com os EUA; citado em Revista Veja, 06.10.04

„Creio que não estamos sendo muito persuasivos em certos círculos.“

—  Tony Blair

ao ser vaiado durante seu discurso no Parlamento; citado em Revista Veja http://veja.abril.com.br/110204/vejaessa.html, Edição 1840 . 11 de fevereiro de 2004

„Guantánamo é uma anomalia que, em algum momento, terá de acabar.“

—  Tony Blair

Tony Blair, primeiro-ministro inglês, sobre a prisão de suspeitos de terrorismo criada em regime de exceção; citado em Revista Veja http://veja.abril.com.br/140704/vejaessa.html, Edição 1862 . 14 de julho de 2004

„Eu escutei e entendi.“

—  Tony Blair

garantindo que entendeu o recado das urnas, após a vitória que lhe garantiu um terceiro período como primeiro-ministro britânico, mas reduziu sua maioria no Parlamento; citado em Folha Online http://www1.folha.uol.com.br/folha/bbc/ult272u42243.shtml, 06/05/2005

„Milosevic, você perdeu.“

—  Tony Blair

Tony Blair, primeiro-ministro inglês, para o presidente iugoslavo, que perdeu o primeiro turno das eleições
Fonte: Revista Veja, Edição 1 669 - 4/10/2000 http://veja.abril.com.br/041000/vejaessa.html

„If it is, on occasions, the place of low skulduggery, it is more often the place for the pursuit of noble causes.“

—  Tony Blair

Hansard http://www.publications.parliament.uk/pa/cm200607/cmhansrd/cm070627/debtext/70627-0003.htm, Last official words as Prime Minister, said at Prime Minister's Questions on 27 June 2007.
2000s
Contexto: Some may belittle politics but we who are engaged in it know that it is where people stand tall. Although I know that it has many harsh contentions, it is still the arena that sets the heart beating a little faster. If it is, on occasions, the place of low skulduggery, it is more often the place for the pursuit of noble causes. I wish everyone, friend or foe, well. That is that. The end.

„[The Joint Intelligence Committee] concludes that Iraq has chemical and biological weapons, that Saddam has continued to produce them, that he has existing and active military plans for the use of chemical and biological weapons, which could be activated within 45 minutes, including against his own Shia population, and that he is actively trying to acquire nuclear weapons capability.“

—  Tony Blair

Hansard http://www.parliament.the-stationery-office.co.uk/pa/cm200102/cmhansrd/vo020924/debtext/20924-01.htm#20924-01_spmin0 House of Commons, 6th series, vol. 390, col. 3.
House of Commons statement on publication of the dossier concerning Iraq and Weapons of Mass Destruction, 24 September 2002.
2000s

„Don't say yes to that question, that would be difficult.“

—  Tony Blair

CNN.com http://edition.cnn.com/2004/US/11/12/allies/
At a joint press conference with George W. Bush, 13 November 2004. Blair interrupted when a reporter asked Bush if he sees Blair as his poodle.
2000s

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating

„To state a timetable now would simply paralyze the proper working of government, put at risk the changes we are making for Britain and damage the country.“

—  Tony Blair

Prime Minister's monthly press conference May 2006 http://web.archive.org/20061001142642/www.number10.gov.uk/output/Page9400.asp, Prime Minister's website.
8 May 2006, refusing to set a date for his retirement.
2000s

„I understand there is a need for a stable and orderly transition to that leadership, but that people should give me the space to ensure that happens and that this debate is not best conducted in the pages of the Mail on Sunday.“

—  Tony Blair

Michael White, "I will go in my own time – Blair", The Guardian, 12 May 2005, p. 2.
Speech to the Parliamentary Labour Party, 11 May 2005; the 'leadership' referred to was that of his successor, who was widely assumed to be Gordon Brown.
2000s

„There were people who got me very involved in politics. But then there was also a book. It was a trilogy, a biography of Trotsky by Isaac Deutscher, which made a very deep impression on me and gave me a love of political biography for the rest of my life.“

—  Tony Blair

Cahal Milmo, " Blair reveals an unexpected influence: Trotsky http://www.independent.co.uk/news/uk/politics/blair-reveals-an-unexpected-influence-trotsky-468385.html", The Independent, 3 March 2006.
Speech to the Commonwealth Club, London, 2 March 2006.
2000s

„The blunt truth about the politics of climate change is that no country will want to sacrifice its economy in order to meet this challenge.“

—  Tony Blair

Address to the 2005 G8 climate change summit in London, as reported by David Adam, "Blair signals shift over climate change", http://www.theguardian.com/environment/2005/nov/02/greenpolitics.frontpagenews The Guardian, 1 November 2005.
2000s

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“

Autores parecidos

Winston Churchill photo
Winston Churchill114
Político britânico
Margaret Thatcher photo
Margaret Thatcher27
política britânica
Eva Perón photo
Eva Perón2
Ex-primeira-dama da Argentina
Alfred Hitchcock photo
Alfred Hitchcock29
Diretor e produtor de cinema do Reino Unido
Vladimir Putin photo
Vladimir Putin5
político russo, atual Presidente da Rússia
Fernando Henrique Cardoso photo
Fernando Henrique Cardoso60
Sociólogo e político brasileiro, ex-presidente do Brasil
Fidel Castro photo
Fidel Castro23
político e revolucionário cubano, Ex-presidente de Cuba
Roberto Campos photo
Roberto Campos69
Economista, diplomata e político matogrossense
Friedrich August von Hayek photo
Friedrich August von Hayek41
economista e filósofo britânico
John Fitzgerald Kennedy photo
John Fitzgerald Kennedy60
35º Presidente dos Estados Unidos
Aniversários de hoje
Marilyn Monroe photo
Marilyn Monroe84
Atriz americana 1926 - 1962
Guy De Maupassant photo
Guy De Maupassant21
1850 - 1893
Friedrich Engels photo
Friedrich Engels9
Cientista social alemão , autor, teórico político e filósofo 1820 - 1895
Oswaldo Cruz photo
Oswaldo Cruz3
médico e bacteriólogo brasileiro 1872 - 1917
Outros 39 aniversários hoje
Autores parecidos
Winston Churchill photo
Winston Churchill114
Político britânico
Margaret Thatcher photo
Margaret Thatcher27
política britânica
Eva Perón photo
Eva Perón2
Ex-primeira-dama da Argentina
Alfred Hitchcock photo
Alfred Hitchcock29
Diretor e produtor de cinema do Reino Unido
Vladimir Putin photo
Vladimir Putin5
político russo, atual Presidente da Rússia