„Devia-se estar sempre apaixonado. É a razão pela qual nunca nos devíamos casar.“

Original

One should always be in love. That's the reason one should never marry.

Última atualização 29 de Março de 2021. História
Tópicos
razão, sempre
Oscar Wilde photo
Oscar Wilde667
Escritor, poeta e dramaturgo britânico de origem irlandesa 1854 - 1900

Citações relacionadas

Sigmund Freud photo
Liev Tolstói photo
Alexandre Dumas, pai photo
François de La  Rochefoucauld photo
Zsa Zsa Gabor photo
David Levithan photo
Lya Luft photo
James Branch Cabell photo

„As pessoas se casam por uma série de outras razões e com resultados variáveis. Mas se casar por amor é atrair uma inevitável tragédia.“

—  James Branch Cabell, livro The Cream of the Jest

People marry through a variety of other reasons, and with varying results : but to marry for love is to invite inevitable tragedy.
"The Cream of the Jest"; Por James Branch Cabell, Harold Ward; Colaborador Harold Ward; Publicado por Kessinger Publishing, 2005; ISBN 0766194892, 9780766194892; 264 páginas; http://books.google.com.br/books?id=0GdVNipGRxYC&pg=PA235&dq=People+marry+for+a+variety+of+reasons+and+with+varying+results.+But+to+marry+for+love+is+to+invite+inevitable+tragedy. - Página 235

François de La  Rochefoucauld photo
Gabriele d'Annunzio photo
Isaac Asimov photo

„Não é tanto por eu estar confiante que os cientistas têm razão, mas mais por estar confiante que os que não-cientistas estão errados.“

—  Isaac Asimov Autor e professor russo-americano 1920 - 1992

It is not so much that I have confidence in scientists being right, but that I have so much in nonscientists being wrong.
Quasar, quasar, burning bright - página 235, Isaac Asimov - Doubleday, 1978, ISBN 0385134649, 9780385134644 - 240 páginas

André Malraux photo

„O difícil não é estar com os amigos quando têm razão, mas quando estão errados.“

—  André Malraux 1901 - 1976

Variante: A amizade não consiste em apoiar os amigos quando eles têm razão, mas quando erram.

Napoleão Bonaparte photo
Kerli photo
Victor Hugo photo
André Gide photo

„Cada acção perfeita é sempre acompanhada por uma certa voluptuosidade. É assim que se reconhece que a devíamos fazer.“

—  André Gide, livro Les Nourritures terrestres

Chaque action parfaite s'accompagne de volupte. A cela tu connais que tu devais la faire
"Les nourritures terrestres" - página 43, André Gide - Sociéte du Mercure de France, 1897 - 210 páginas
Os frutos da Terra (1897)

Tópicos relacionados