„Artistas verdadeiros são umas das poucas pessoas que fazem seu trabalho por prazer.“

Última atualização 13 de Novembro de 2019. História
Auguste Rodin photo
Auguste Rodin13
Artista 1840 - 1917

Citações relacionadas

Oscar Wilde photo

„O trabalho é aquilo que as pessoas fazem quando não tem nada para fazer“

—  Oscar Wilde Escritor, poeta e dramaturgo britânico de origem irlandesa 1854 - 1900

Jean De La Fontaine photo
Auguste Rodin photo
Gustave Le Bon photo
Hugo Von Hofmannsthal photo
Voltaire photo

„Não há prazeres verdadeiros senão com necessidades verdadeiras.“

—  Voltaire volter também conhecido como bozo foia dona da petrobras e um grande filosofo xines 1694 - 1778

Igor Stravinski photo
Aristoteles photo

„O prazer no trabalho aperfeiçoa a obra.“

—  Aristoteles, livro Política

Aristóteles citado em "Série saúde mental e trabalho, Volume 2" - Página 279, de Liliana Andolpho Magalhães Guimarães e Sonia Grubits - Editora Casa do Psicólogo, 2004, ISBN 8573963522, 9788573963526
Das partes dos animais, Política

Nicolau Maquiavel photo
Honoré De Balzac photo
Jared Leto photo

„O vício é o mal que fazemos sem prazer.“

—  Sidonie Colette

Variante: O vício é o mal que se faz sem prazer.

Francis Bacon photo

„O principal trabalho do artista é aprofundar o mistério.“

—  Francis Bacon página de desambiguação da Wikimedia 1561 - 1626

The job of the artist is always to deepen the mystery.
Francis Bacon citado em Grand Illusions: Contemporary Interior Murals - Página 23, Caroline Cass - Phaidon Press, 1988, ISBN 071482481X, 9780714824819, 160 páginas
Atribuídas

„O verdadeiro patrão é alguém que intervém apaixonadamente no trabalho que fazemos, que o faz connosco, e através de nós.“

—  Romains

Variante: O verdadeiro patrão é alguém que participa apaixonadamente no trabalho que fazemos, que o faz conosco, e através de nós.

Steve Jobs photo
Oscar Wilde photo

„O verdadeiro artista não dá atenção ao público. O público para ele não existe.“

—  Oscar Wilde, livro A Alma do Homem sob o Socialismo

A true artist takes no notice whatever of the public. The public are to him non-existent.
The Soul of Man Under Socialism: The Socialist Ideal--art, and The Coming Solidarity - Página 25, Oscar Wilde, ‎William Morris, ‎William C. Owen - Humboldt Publishing Company, 1892 - 48 páginas

Tópicos relacionados