„Nada se assemelha à alma como a abelha. Esta voa de flor para flor, aquela de estrela para estrela. A abelha traz o mel, como a alma traz a luz.“

Última atualização 31 de Dezembro de 2020. História
Victor Hugo photo
Victor Hugo391
poeta, romancista e dramaturgo francês 1802 - 1885

Citações relacionadas

Anatole France photo
Antero de Quental photo

„Mas quem de amor nos lábios traz doçura/Esse é que leva a flor de uma alma pura!“

—  Antero de Quental poeta português 1842 - 1891

O sol do Bello, 3º verso, 4ª estrofe
Raios de extinta luz

Friedrich Nietzsche photo
Millôr Fernandes photo

„Machão não come mel - come abelha.“

—  Millôr Fernandes cartunista, humorista e dramaturgo brasileiro. 1923 - 2012

Roger Martin du Gard photo
Emily Deschanel photo

„Onde a abelha suga o mel, a aranha suga o veneno.“

—  Thomas Draxe

Where the bee maketh honey, the spider sucketh poison.
Thomas Draxe citado em "Elizabethan proverb lore in Lyly's Euphues and in Pettie's Petite pallace: with parallels from Shakespeare" - v.2, Página 72, de Morris Palmer Tilley - Publicado por The Macmillan Company, 1926 - 461 páginas
Fonte: Chalita, Mansour. Os mais belos pensamentos de todos os tempos. 4 Edição. Rio de Janeiro: Assoc. Cultural Internac. Gibran. pág. 82.

Millôr Fernandes photo

„Andei observando e constatei - nem tudo é mel na vida das abelhas.“

—  Millôr Fernandes cartunista, humorista e dramaturgo brasileiro. 1923 - 2012

Citações verificadas

Mary Kay Ash photo

„Pela aerodinâmica a abelha não deveria conseguir voar. Mas como ela não sabe disso, voa do mesmo jeito.“

—  Mary Kay Ash 1918 - 2001

the bumble bee is that aerodynamically the bumblebee shouldn't be able to fly. But the bumblebee doesn't know it, so it goes on flying anyway.
Mary Kay Ash citada em "Contemporary American business leaders: a biographical dictionary" - página 15, John N. Ingham, Lynne B. Feldman, John N. Ingham - Greenwood Press, 1990, ISBN 0313257434, 9780313257438 - 788 páginas

Luís Vaz de Camões photo

„Nem no campo flores,
Nem no céu estrelas
Me parecem belas
Como os meus amores.“

—  Luís Vaz de Camões poeta português 1524 - 1580

Lyric poetry, Songs (redondilhas)

William Shakespeare photo
Antoine de Saint-Exupéry photo
Ramón De Campoamor Y Campoosorio photo
William Shakespeare photo

Tópicos relacionados