„A Esperança é um afecto que, suspirando sempre por ver, vive de não ver, e morre com a vista.“

Última atualização 18 de Janeiro de 2019. História

Citações relacionadas

Benjamin Franklin photo

„Quem vive de esperanças morre em Jejum.“

—  Benjamin Franklin político e fundador dos EUA 1706 - 1790

Variante: Quem vive só de esperanças morrerá de fome.

Jean Anouilh photo

„O solteiro vive como um rei e morre como um cão. O casado vive como um cão e morre como um rei.“

—  Jean Anouilh 1910 - 1987

Le célibataire, répondit-il, vit comme un roi et meurt comme un chien; l'homme marié vit comme un chien et meurt comme un roi
citado em France illustration - Volume 11 http://books.google.com.br/books?id=6KYcAQAAMAAJ - Página 6, 1955

Novalis photo
Falcão (músico) photo

„A esperança é a única que morre.“

—  Falcão (músico) cantor brasileiro 1957

Títulos de músicas

Agostinho da Silva photo
Fernando Pessoa photo
Vergílio Ferreira photo

„Não te entristeças por não poderes já ver o que verão os que vierem depois de ti. Porque depois de mortos, terão visto exactamente o mesmo que tu.“

—  Vergílio Ferreira escritor português 1916 - 1996

Variante: Não te entristeças por não poderes já ver o que verão os que vierem depois de ti. Porque depois de mortos, terão visto exatamente o mesmo que tu.

Padre Antônio Vieira photo
Bertrand Russell photo

„A estupidez coloca-se na primeira fila para ser vista; a inteligência coloca-se na rectaguarda para ver.“

—  Bertrand Russell 1872 - 1970

Variante: A estupidez coloca-se na primeira fila para ser vista; a inteligência coloca-se na retaguarda para ver.

Bob Marley photo

„Se choras por não ter visto o pôr do Sol, as lágrimas não te deixarão ver as estrelas.“

—  Bob Marley foi um cantor, guitarrista (raggae) e compositor jamaicano famoso por popularizar o gênero 1945 - 1981

Variante: Se choras por não ter visto o pôr-do-sol, as lágrimas não lhe permitirão ver as estrelas.

Ramón Gómez De La Serna photo
Monteiro Lobato photo

„Quem morre pelo seu país vive eternamente.“

—  Monteiro Lobato escritor brasileiro 1882 - 1948

Monteiro Lobato, como citado em "Do bestial ao genial: frases da política"‎ – p. 164, de Paulo Buchsbaum, AROEIRA – Publicações, 2006, ISBN 978‐85‐0002075‐9 – 252 pp.

Carlo Goldoni photo
Padre Antônio Vieira photo
Samuel Johnson photo

Tópicos relacionados