„Sua grande paixão no mundo deveria ser uma paixão pela libertação dos homens.“

Original

His great passion in the world ought to be a passion for the liberation of men.

The Ethics of Freedom (1973 - 1974)
Contexto: It seems to me that the free man, i. e., the man freed in Christ, ought to take parts in all movements that aim at human freedom. He obviously ought to oppose all dictatorship and oppression and all the fatalities which crush man. The Christian cannot bear it that others should be slaves. His great passion in the world ought to be a passion for the liberation of men.

p. 398

Editado por Maecesar, Marisa_petrucelli. Última atualização 11 de Outubro de 2019. História
Jacques Ellul photo
Jacques Ellul1
Jacques ellul. líder durante a resistência francesa. a maio… 1912 - 1994

Citações relacionadas

Hegel photo

„Nada de grande se realizou no mundo sem paixão.“

—  Hegel professor académico alemão 1770 - 1831

Hegel photo

„Nada de grande no mundo é feito sem paixão.“

—  Hegel professor académico alemão 1770 - 1831

Gaston Bachelard photo
Émile-Auguste Chartier photo
William Shakespeare photo

„Mostre-me um homem que não seja escravo das suas paixões.“

—  William Shakespeare dramaturgo e poeta inglês 1564 - 1616

Variante: Me mostre um homem que não é escravo da paixão e eu o conservarei no mais fundo do peito.

William Shakespeare photo
Hegel photo

„Nada de grandioso se faz no mundo sem paixão.“

—  Hegel professor académico alemão 1770 - 1831

„Este mundo tem algumas características redentoras, e uma delas é a capacidade dos seres humanos de amar-se com grande e duradoura paixão.“

—  David Gemmell, livro Legend

This world has few redeeming features, and one is the capacity for people to love one another with great, enduring passion.
Legend, Pt 1: Against the Horde, Ch. 12

Friedrich Nietzsche photo
Michail Bakunin photo
François de La  Rochefoucauld photo
Ney Matogrosso photo

„Sim, tivemos um romance curto. O Cazuza foi uma das grandes paixões da minha vida.“

—  Ney Matogrosso Cantor brasileiro 1941

ao Fantástico; como citado em Revista Veja http://veja.abril.com.br/130803/vejaessa.html, Edição 1815 . 13 de agosto de 2003

Carl Gustav Jung photo