„O que parece haver de desprezo entre homem e homem, de indiferente que permite que se mate gente sem que se sinta que se mata, como entre os assassinos, ou sem que se pense que se está matando, como entre os soldados, é que ninguém presta a devida atenção ao facto, parece que abstruso, de que os outros são almas também.“

The Book of Disquiet

Última atualização 4 de Junho de 2021. História
Fernando Pessoa photo
Fernando Pessoa931
poeta português 1888 - 1935

Citações relacionadas

Jean Rostand photo

„Se alguém mata um homem, é um assassino. Se mata milhões de homens, é um conquistador. Se mata todos, é um Deus“

—  Jean Rostand 1894 - 1977

citado in: Citações da Cultura Universal - Página 318 https://books.google.com.br/books?id=adQWhMA1x0YC&pg=PA318, Alberto J. G. Villamarín - Editora AGE Ltda, 2002, ISBN 8574970891, 9788574970899, 574 páginas

Charlie Chaplin photo
Mário Quintana photo
Fernando Pessoa photo
Demi Lovato photo
Miguel de Cervantes photo

„O soldado melhor parece morto na luta do que livre na fuga.“

—  Miguel de Cervantes 1547 - 1616

El soldado más bien parece muerto en la batalla que libre en la fuga
El ingenioso hidalgo Don Quijote de la Mancha - Volume 3, Página 467 https://books.google.com.br/books?id=JEQoAQAAIAAJ&pg=PA467, Miguel de Cervantes Saavedra - Post Tenebras Spero Lvcem, 1605 - 983 páginas
Atribuídas

Miguel de Unamuno photo
J. K. Rowling photo
Fernando Pessoa photo
Andrew Carnegie photo
Francisco de Sales photo

„O que fazemos pelos outros sempre nos parece muito, o que para nós fazem os outros não nos parece nada.“

—  Francisco de Sales 1567 - 1622

Quel che facciamo per gli altri ci sembra sempre molto, quel che per noi fanno gli altri ci pare nulla.
como citado in: Illustrissimi: lettere del patriarca - Página 21, Volume 1 de Collana Messaggero, Pope John Paul I - Messaggero, 1976, 350 páginas

Mário Quintana photo
Henry Ford photo
Vergílio Ferreira photo
Millôr Fernandes photo

„Quem mata o tempo não é assassino mas sim um suicida.“

—  Millôr Fernandes cartunista, humorista e dramaturgo brasileiro. 1923 - 2012

Variante: Quem mata o tempo não é um assassino: é um suicida.

François de La  Rochefoucauld photo

Tópicos relacionados