Frases de Yukio Mishima

Yukio Mishima photo
10   8

Yukio Mishima

Data de nascimento: 14. Janeiro 1925
Data de falecimento: 25. Novembro 1970
Outros nomes: ਯੂਕੀਓ ਮਿਸ਼ੀਮਾ

Yukio Mishima , pseudônimo de Kimitake Hiraoka foi um novelista e dramaturgo japonês mundialmente conhecido por romances como bra: O Templo do Pavilhão Dourado /prt: O Templo Doirado 金閣寺 e Cores Proibidas . Escreveu mais de 40 novelas, poemas, ensaios e peças modernas de teatro Kabuki e Nô. Wikipedia

Obras

„Não se pode explicar alguma coisa meramente lhe dando um nome.“

—  Yukio Mishima

Death in Midsummer and Other Stories

„Um onnagata é uma criança nascida da união ilícita entre sonho e realidade.“

—  Yukio Mishima

Death in Midsummer and Other Stories

„Quando o grande sacerdote olha para o rico e para o nobre, ele sorri com compaixão e imagina como é possível que essas pessoas não distingam os prazeres pelos sonhos vazios que são. Quando ele percebe belas mulheres, sua única reação é a piedade que sente pelos homens que habitam o mundo de desilusão e que são lançados às ondas do prazer carnal.
A partir do momento que um homem não mais responde, da maneira que for, às razões que regulam o mundo material, este mundo lhe parece estar em total repouso. Aos olhos do grande sacerdote o mundo aparenta apenas repouso; ela torna-se uma mera figura num pedaço de papel, um mapa de uma terra distante. Quando se adquire um estado de espírito cujas paixões malignas do mundo presente foram completamente extinguidas, o medo também é extinguido. Assim o sacerdote já não é capaz de conceber porque o inferno deveria existir.“

—  Yukio Mishima

Death in Midsummer and Other Stories
Variante: Quando o grande sacerdote olha para o rico e para o nobre, ele sorri com compaixão e imagina como é possível que essas pessoas não distingam os prazeres pelos sonhos vazios que são. Quando ele percebe belas mulheres, sua única reação é a piedade que sente pelos homens que habitam o mundo de desilusão e que são lançados às ondas do prazer carnal.
A partir do momento que um homem não mais responde, da maneira que for, às razões que regulam o mundo material, este mundo parecer estar em total repouso. Aos olhos do grande sacerdote o mundo aparenta apenas repouso; tornou-se uma mera figura num pedaço de papel, um mapa de uma terra distante. Quando se adquire um estado de espírito cujas paixões malignas do mundo presente foram completamente extinguidas, o medo também é extinguido. Assim o sacerdote já não é capaz de conceber porque o inferno deveria existir.

„Eu não tinha nenhum prazer na derrota - muito menos na vitória - sem ter lutado.“

—  Yukio Mishima, livro Sun and Steel

I had no taste for defeat — much less victory — without a fight.
Sun and Steel (1968) - pag. 49, Traduzido por John Bester (2003), Oxford University Press ISBN 4-770-02903-9

„I want to make a poem of my life.“

—  Yukio Mishima

As quoted by Mishima's biographer, Henry Scott-Stokes in the documentary Yukio Mishima : Samurai Writer (1985)

„Japanese people today think of money, just money: Where is our national spirit today? The Jieitai must be the soul of Japan. … The nation has no spiritual foundation. That is why you don’t agree with me. You will just be American mercenaries. There you are in your tiny world. You do nothing for Japan. … I salute the Emperor. Long live the emperor!“

—  Yukio Mishima

Addressing the SPF Garrison at Ichigaya Camp during his failed coup attempt, as quoted at "Yukio Mishima" by Kerry Bolton at Counter Currents Publishing http://www.counter-currents.com/2011/01/yukio-mishima-2/; upon going back inside he is said to have commented to his followers: "I don't think they even heard me".
Final address (1970)

„For clearly it is impossible to touch eternity with one hand and life with the other.“

—  Yukio Mishima, livro The Temple of the Golden Pavilion

Fonte: The Temple of the Golden Pavilion

„There isn't any fear in existence itself, or any uncertainty, but living creates it.“

—  Yukio Mishima, livro The Sailor Who Fell from Grace with the Sea

Fonte: The Sailor Who Fell from Grace with the Sea

„… of all the kinds of decay in this world, decadent purity is the most malignant.“

—  Yukio Mishima, livro Confessions of a Mask

Fonte: Confessions of a Mask

Aniversários de hoje
José Saramago photo
José Saramago303
escritor português 1922 - 2010
Fernando Henrique Cardoso photo
Fernando Henrique Cardoso60
Sociólogo e político brasileiro, ex-presidente do Brasil 1931
Máximo Gorki photo
Máximo Gorki33
1868 - 1936
Avicena photo
Avicena4
980 - 1037
Outros 52 aniversários hoje