„Toda a maldade é fraqueza.“

Última atualização 18 de Janeiro de 2019. História
John Milton photo
John Milton24
1608 - 1674

Citações relacionadas

Arthur Schopenhauer photo

„O médico vê o homem em toda a sua fraqueza; o jurista o vê em toda a sua maldade; o teólogo, em toda a sua imbecilidade.“

—  Arthur Schopenhauer filósofo alemão 1788 - 1860

Der Arzt sieht den Menschen in seiner ganzen Schwäche; der Jurist in seiner ganzen Schlechtigkeit; der Theolog in seiner ganzen Dummheit.
Sämtliche Werke in zwölf Bänden - Volume 11 - Página 281, Arthur Schopenhauer - J. G. Cotta, 1894

Jeremy Bentham photo

„Toda a punição é maldade; toda a punição em si é má.“

—  Jeremy Bentham 1748 - 1832

But all punishment is mischief: all punishment in itself is evil.
"Principles of Morals and Legislation" in: "The Works of Jeremy Bentham, Now First Collected: Under the Superintendence of His Executor, John Bowring"‎ Part I - Chapter XV Página 83 http://books.google.com/books?id=DHhYAAAAMAAJ&pg=PA83, de Jeremy Bentham - Publicado por W. Tait, 1838.

Jacques Bénigne Bossuet photo

„A maior fraqueza de todas as fraquezas é a temer aparecer muito fraco.“

—  Jacques Bénigne Bossuet Teórico Absolutista do século XVII 1627 - 1704

Politique Tirée de l'Écriture Sainte Politique Tirée de l'Écriture Sainte

Camilo Castelo Branco photo
Sócrates photo
Silvio Pellico photo
Lajos Kossuth photo
Leonardo Da Vinci photo

„Aquele que não pune a maldade, apóia sua ação.“

—  Leonardo Da Vinci pintor renascentista 1452 - 1519

He who does not punish evil commands it to be done

Thomas Paine photo
Alexandre S. Pushkin photo

„Genialidade e maldade não combinam.“

—  Alexandre S. Pushkin 1799 - 1837

гений и злодейство две вещи несовместные
citado em Пушкин и русский романтизм - Página 182, Борис Соломонович Мейлах - Издательство Академии наук СССР, 1937, 293 páginas

Jean-pierre Claris De Florian photo
Confucio photo

„Ver e ouvir os maus é já um começar maldades.“

—  Confucio Filósofo chinês -551 - -479 a.C.

George Bernard Shaw photo

„O dinheiro é a coisa mais importante do mundo. Ele representa saúde, força, honra, generosidade e beleza tão ostensiva e inegavelmente como querê-lo representa doença, fraqueza, desgraça, maldade e fealdade.“

—  George Bernard Shaw 1856 - 1950

Money is the most important thing in the world. It represents health, strength, honor, generosity and beauty as conspicuously and undeniably as the want of it represents illness, weakness, disgrace, meanness and ugliness.
John Bull's other island: and Major Barbara - página 171, Bernard Shaw - Brentano's, 1907 - 311 páginas

Paul Valéry photo

Tópicos relacionados