„No fundo, dos quarenta aos cinquenta anos, o homem ou é um estóico, ou é um sátiro.“

Citações relacionadas

Victor Hugo photo

„Quarenta anos é velhice para a juventude, e cinquenta anos é juventude para a velhice.“

—  Victor Hugo poeta, romancista e dramaturgo francês 1802 - 1885

Variante: Quarenta anos é a velhice dos jovens; cinqüenta anos é a juventude dos velhos.

Martinho Lutero photo
Arsène Houssaye photo
Edward Young photo
Gabriel García Márquez photo
Vergílio Ferreira photo
Camilo Castelo Branco photo
Alexandre Dumas, Filho photo
Gilbert Keith Chesterton photo
Honoré De Balzac photo
Friedrich Nietzsche photo
Dercy Gonçalves photo

„Nunca pensei em ficar velha. Nunca pensei. Por isso que eu digo: a gente não pensa que vai ficar velha. A gente, quando vai fazer quarenta anos, pensa que já esta acabando. Pensa que já está acabando: “já estou velha”. Pô, entra nos cinqüenta: “porra, já estou velha!“

—  Dercy Gonçalves 1907 - 2008

Não está! Agora você imagina eu, com 88... Eu não me acho velha!”
Em Entrevista no Programa Roda Viva da TV Cultura http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/430/entrevistados/dercy_goncalves_1995.htm

Martinho Lutero photo
Antonio Tabucchi photo

„Durou cinquenta e seis anos, esse momento em que ela preferiu não ver ninguém“

—  Antonio Tabucchi 1943 - 2012

Praça de Itália
Variante: Durou cinquenta e seis anos, esse momento em que ela preferiu não ver ninguém (...)

Júlio Dantas photo
Baltasar Gracián photo
Arthur Schopenhauer photo

„Os primeiros quarenta anos de vida nos dão o texto; os trinta seguintes, o comentário.“

—  Arthur Schopenhauer, livro Parerga e Paralipomena

die ersten vierzig Jahre unsers Lebens liefern den Text, die folgenden dreißig den Kommentar dazu
Parerga und Paralipomena: kleine philosophische Schriften: Volume 1 - Página 523 http://books.google.com.br/books?id=jm4VAAAAYAAJ&pg=PA523, Arthur Schopenhauer, Julius Frauenstädt - A. W. Hahn, 1862
Parerga e Paralipomena

Yasser Arafat photo

„Depois de cinqüenta anos de luta e sofrimento sangrento, já basta. Basta de luta e basta de sangue.“

—  Yasser Arafat 1929 - 2004

em discurso ao Parlamento, em Ramallah; citado em Revista Veja, Edição 1 769 - 18 de setembro de 2002 '

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“