„Quem não estiver familiarizado com o sublime, sente o sublime como inquietante e falso.“

Última atualização 4 de Junho de 2019. História
Tópicos
sublime
Friedrich Nietzsche photo
Friedrich Nietzsche791
filósofo alemão do século XIX 1844 - 1900

Citações relacionadas

Thomas Carlyle photo
Ramón De Campoamor Y Campoosorio photo
Platão photo

„O amor é a oração mais sublime.“

—  Johnny De' Carli

reiki universal, Johnny de' Carli, citações, amor

Napoleão Bonaparte photo

„Do sublime ao ridículo é só um passo.“

—  Napoleão Bonaparte monarca francês, militar e líder político 1769 - 1821

Du sublime au ridicule, il n'y a qu'un pas
citado em "The Quarterly review"; Publicado por John Murray, 1867; http://books.google.com.br/books?id=UJBZAAAAIAAJ&pg=PA343&dq=Du+sublime+au+ridicule+,+il+n'y+a+qu'un+pas+Napoleon&lr=&as_brr=3, página 343

Camilo Castelo Branco photo
Helen Keller photo
Thomas Paine photo
Marquês de Maricá photo
Victor Hugo photo

„A solidão desprende uma certa quantidade de desvario sublime.“

—  Victor Hugo poeta, romancista e dramaturgo francês 1802 - 1885

Honoré De Balzac photo

„Cada suicídio é um melancólico poema sublime…“

—  Honoré De Balzac Escritor francês 1799 - 1850

Chaque suicide est un poème sublime de mélancolie...

Edgar Allan Poe photo

„A ciência não averiguou ainda se a loucura é ou não a mais sublime das inteligências.“

—  Edgar Allan Poe Escritor, poeta e crítico americano 1809 - 1849

Variante: A ciência ainda não nos provou se a loucura é ou não o mais sublime da inteligência.

Augusto Cury photo
Denis Diderot photo

„Em sublime, não é necessário que a elegância seja observada; isto enfraquece-a.“

—  Denis Diderot, livro Encyclopédie

Dans le sublime, il ne faut pas que l'élégance se remarque; elle l'affoibliroit.
Encyclopédie Ou Dictionnaire Raisonné Des Sciences, Des Arts Et Des Métiers: Do - Esy. 5 - Volume 5 - página 483 https://books.google.com.br/books?id=dBxNAAAAcAAJ&pg=PA483, Denis Diderot, Jean Le Rond d' Alembert, Editora Briasson, 1755, 1011 páginas

Almeida Garrett photo
Machado de Assis photo

„Palavras vulgares; mas há vulgaridades sublimes, ou, pelo menos, deleitosas“

—  Machado de Assis escritor brasileiro 1839 - 1908

A Cartomante e Outros Contos

Confucio photo

Tópicos relacionados