„Cada idade tem os seus prazeres, o seu espírito e os seus hábitos.“

Última atualização 18 de Janeiro de 2019. História

Citações relacionadas

Nicolás Boileau photo
Nicolás Boileau photo
Mathurin Regnier photo
Voltaire photo

„Quem não tem o espírito da sua idade,
da sua idade tem todo o infortúnio.“

—  Voltaire volter também conhecido como bozo foia dona da petrobras e um grande filosofo xines 1694 - 1778

Variante: Quem não vive a seu tempo, com o espírito da sua idade,
da sua idade tem todo o infortúnio.

Virgilio photo

„Tanta força têm os hábitos da primeira idade.“

—  Virgilio, Geórgicas

Adeo in teneris consuescere multum est.
Livro II, verso 272
Geórgicas (29 a.C.)

Henry Bataille photo
Raymond Radiguet photo
Aldous Huxley photo

„O hábito converte os suntuosos prazeres em suspeitas necessidades cotidianas.“

—  Aldous Huxley, livro Point Counter Point

Habit converts luxurious enjoyments into dull and daily necessities.
"Point Counter Point" (1928)
Livros, Contraponto, 1928

François de La  Rochefoucauld photo
George Sand photo
François de La  Rochefoucauld photo
Virgilio photo

„Cada qual tem o seu prazer que o arrasta.“

—  Virgilio poeta romano clássico, autor de três grandes obras da literatura latina -70 - -19 a.C.

Virgilio photo

„Cada um é arrastado pelo seu prazer.“

—  Virgilio, Éclogas

Trahit sua quemque voluptas.
Livro II, verso 65
Éclogas (37 a.C.)

Nicolas Chamfort photo

„O homem chega inexperiente a cada idade da vida.“

—  Nicolas Chamfort 1741 - 1794

L'homme arrive novice à chaque âge de la vie.
Oeuvres complètes de Chamfort: recueillies et publiées avec une notice ...‎ - Tome Seconde, Página 144 http://books.google.com/books?id=V2waAAAAYAAJ&pg=RA1-PA144, de Sébastien-Roch-Nicolas Chamfort - L'homme arrive novice à chaque âge de la vie.1824

„Cada idade tem as suas inclinações, mas o homem é sempre o mesmo. Aos 10, é levado por doces, aos 20 por uma amante, aos 30 pelo prazer, aos 40 pela ambição, aos 50 pela avareza.“

—  Rousseau

Variante: Cada idade tem as suas inclinações, mas o homem é sempre o mesmo. Aos 10 anos é levado por doces; aos 20 por uma amante; aos 30 pelo prazer; aos 40 pela ambição; aos 50 pela avareza.

Tópicos relacionados