„Não é o tédio a doença do aborrecimento de nada ter que fazer, mas a doença maior de se sentir que não vale a pena fazer nada.“

Última atualização 18 de Janeiro de 2019. História
Fernando Pessoa photo
Fernando Pessoa931
poeta português 1888 - 1935

Citações relacionadas

Paul Valéry photo
Manon Roland photo

„O tédio é a doença dos corações sem sentimentos e das almas pobres.“

—  Manon Roland 1754 - 1793

Ennui is the disease of hearts, without feeling, and of minds that have no resources in themselves.
An appeal to impartial posterity - Volume 1, Página 47 http://books.google.com.br/books?id=adsRAAAAIAAJ&pg=PA47, Roland (Marie-Jeanne, Mme), Louis Augustin ... - Printed by Robert Wilson, For A. Van Hook, Proprietor of the Reading-Room, 1798

Nicolau Maquiavel photo
Martha Medeiros photo

„O maior risco da vida é não fazer NADA“

—  Martha Medeiros escritora e jornalista brasileira 1961

Nicolás Boileau photo
Nicholas Sparks photo
Edmund Burke photo

„Ninguém comete erro maior do que não fazer nada porque só pode fazer um pouco.“

—  Edmund Burke 1729 - 1797

Nobody made a greater mistake than he who did nothing because he could only do a little
citado em "Nature‎" - Página 190, de Nature Publishing Group, Norman Lockyer - Publicado por Macmillan Journals Ltd.1869
Atribuídas

Fernando Pessoa photo

„Um tédio que inclui a antecipação só de mais tédio; a pena, já, de amanhã ter pena de ter tido pena hoje.“

—  Fernando Pessoa poeta português 1888 - 1935

"Autobiografia sem Factos". (Assírio & Alvim, Lisboa, 2006, p. 50)
Autobiografia sem Factos

Amílcar de Sousa photo

„Não vale a pena fumar. Que prazer terá fazer da boca chaminé!“

—  Amílcar de Sousa 1876 - 1940

Amílcar de Sousa, em O Vegetariano, Volume V, p. 373.

Clarice Lispector photo
Benjamin Franklin photo
Robert Baden-Powell photo
George Bernard Shaw photo

„Aprecio a convalescença! É a parte que faz a doença valer a pena!“

—  George Bernard Shaw, Back to Methuselah

I enjoy convalescence. It is the part that makes the illness worth while
Back to Methuselah: A metabiological pentateuch - Volume 2, página 68, Bernard Shaw - Brentano's, 1921 - 300 páginas

Tópicos relacionados