„No homem o poder é pouco e limitado, e o querer, sempre insaciável e sem limite.“

Última atualização 18 de Janeiro de 2019. História

Citações relacionadas

Alexandre Herculano photo
Ruy Barbosa photo

„Se querer é poder, querer é vencer.“

—  Ruy Barbosa político, escritor e jurista brasileiro 1849 - 1923

Fernando Pessoa photo

„Querer não é poder. Quem pôde, quis antes de poder só depois de poder. Quem quer nunca há-de poder, porque se perde em querer.“

—  Fernando Pessoa poeta português 1888 - 1935

Livro do Desassossego I
Variante: Querer é não poder. Quem pôde, quis antes de poder só depois de poder. Quem quer nunca há-de poder, porque se perde em querer.

Padre Antônio Vieira photo
Fernando Pessoa photo

„A renúncia é a libertação. Não querer é poder.“

—  Fernando Pessoa poeta português 1888 - 1935

Bernardo Soares no Livro do Desassossego
Autobiografia sem Factos

Blaise Pascal photo
Carmen Sylva photo
William Shakespeare photo
Marquês de Maricá photo
Anne Sophie Soymonof photo
Charles Franklin Kettering photo

„As oportunidades de homem são limitadas só pela sua imaginação. Mas poucos têm imaginação; por isso há dez mil violinistas para um compositor.“

—  Charles Franklin Kettering 1876 - 1958

The opportunities of man are limited only by his imagination. But so few have imagination that there are ten thousand fiddlers to one composer.
Prophet of Progress‎ - Página 237, de Charles Franklin Kettering, Thomas Alvin Boyd - Publicado por Dutton, 1961 - 252 páginas

José de Alencar photo
Clarice Lispector photo
Padre Antônio Vieira photo
John Emerich Edward Dalberg-Acton photo

„O poder tende a corromper, e o poder absoluto corrompe absolutamente, de modo que os grandes homens são quase sempre homens maus.“

—  John Emerich Edward Dalberg-Acton historiador e político britânico 1834 - 1902

"Power tends to corrupt, and absolute power corrupts absolutely in such manner that great men are almost always bad men."
Letter to Bishop Mandell Creighton, April 5, 1887 http://oll.libertyfund.org/index.php?option=com_content&task=view&id=1407&Itemid=283. In Figgis, J. N. e Laurence, R. V. Historical Essays and Studies, London: Macmillan, 1907.

Tópicos relacionados