„Perseverar no cumprimento de seu dever e guardar silêncio é a melhor resposta à calúnia.“

Original

To persevere in one's duty, and be silent is the best answer to calumny

Última atualização 26 de Fevereiro de 2021. História
George Washington photo
George Washington22
primeiro presidente dos Estados Unidos da América 1732 - 1799

Citações relacionadas

Ben Jonson photo

„A melhor resposta às calúnias é o silêncio.“

—  Ben Jonson, Volpone

citado em "Com a Corda Toda - Auto-estima E Qualidade de Vida‎" - Página 157, de KARIM KHOURY - Senac, 2004, ISBN 8573593032, 9788573593037 - 244 páginas
Calumnies are answered best with silence.
Volpone (1606), Act II, scene ii

Johann Jakob Engel photo

„A melhor resposta para a calúnia é o desprezo tácito.“

—  Johann Jakob Engel 1741 - 1802

"Die schönste Antwort auf Verläumdung ist, daß man sie stillschweigend verachtet."
"Rache" [Vingança.]. Aus: Schriften, Dritter Band: Der Fürstenspiegel. Berlin: Myliussisch, 1802. S. 309. books.google.com http://books.google.com/books?id=fGs5AAAAMAAJ&pg=PA309

Pedro II do Brasil photo

„A política não é para mim senão o duro cumprimento do dever.“

—  Pedro II do Brasil Segundo Imperador do Brasil 1825 - 1891

carta ao conde Gobineau, de 1873
Correspondências

Gaspar Melchor de Jovellanos photo
Zachary Taylor photo

„No cumprimento de deveres meu guia será a Constituição, que eu este dia jurei conservar, proteger, e defender.“

—  Zachary Taylor 1784 - 1850

In the discharge of these duties, my guide will be the Constitution I this day swear to preserve, protect, and defend.
citado em "The life of Major General Zachary Taylor: twelfth president of the United States‎" - Página 406 http://books.google.com.br/books?id=XShCAAAAIAAJ&pg=PA406, de Henry Montgomery - Derby, Miller & Co., 1850, 20 ed. - 463 páginas

Plínio Salgado photo
Colette photo

„Para um poeta, o silêncio é uma resposta aceitável, até mesmo um elogio.“

—  Colette 1873 - 1954

To a poet, silence is an acceptable response, even a flattering one.
"Earthly Paradise" - página 443, Colette - Farrar, Straus & Giroux, 1970, ISBN 0374634009, 9780374634001 - 505 páginas

Albert Camus photo
Italo Calvino photo
Benjamin Constant photo

„A calúnia é um assassino moral.“

—  Benjamin Constant político francês 1767 - 1830

José Saramago photo
Chico Xavier photo

Tópicos relacionados