„Ama a arte. Dentre todas as mentiras é a que menos mente.“

Última atualização 18 de Janeiro de 2019. História
Gustave Flaubert photo
Gustave Flaubert100
1821 - 1880

Citações relacionadas

Gustave Flaubert photo

„De todas as mentiras, a arte é ainda a menos falsa.“

—  Gustave Flaubert 1821 - 1880

Variante: A arte é, de todas as mentiras, a que engana menos.

Victor Hugo photo
Claude Debussy photo

„A arte é a mais bela das mentiras.“

—  Claude Debussy compositor francês 1862 - 1918

L'art est le plus beau des mensonges.
citado em "Les idées de Claude Debussy, musicien français" - página 28, Léon Vallas - Éditions musicales de la Librairie de France, 1927 - 250 páginas

John Lennon photo

„A arte é a expressão da mente, nossa vida é nossa arte.“

—  John Lennon foi um músico, cantor, compositor, escritor e ativista britânico 1940 - 1980

Anatole France photo
Stephen King photo

„Ficção é a verdade dentro da mentira.“

—  Stephen King Famoso escritor americano 1947

fiction is the truth inside the lie
Danse Macabre - Página 375, Stephen King - Berkley Books, 1982 - ISBN 0425053458, 9780425053454, 400 páginas

Paul Klee photo
Humberto Gessinger photo
Fernando Pessoa photo

„A arte mente porque é social“

—  Fernando Pessoa poeta português 1888 - 1935

"Autobiografia sem Factos". Assírio & Alvim, Lisboa, 2006, p. 232
Autobiografia sem Factos

Theodor W. Adorno photo

„A arte é uma magia que liberta a mentira de ser verdadeira.“

—  Theodor W. Adorno professor académico alemão 1903 - 1969

Variante: A arte é a magia libertada da mentira de ser verdadeira.

Demi Lovato photo

„O espelho pode mentir, não mostra como você é por dentro.“

—  Demi Lovato cantora, compositora e atriz dos Estados Unidos 1992

Anatole France photo

„Toda a arte de ensinar é apenas a arte de acordar a curiosidade natural nas mentes jovens, com o propósito de serem satisfeitas mais tarde, e a curiosidade é viva e saudável apenas nas mentes felizes.“

—  Anatole France, livro The Crime of Sylvestre Bonnard

L'art d'enseigner n'est que l'art d'éveiller la curiosité des jeunes âmes pour la satisfaire ensuite, et la curiosité n'est vive et saine que dans les esprits heureux.
Le crime de Sylvestre Bonnard, membre de l'Institut - Volume 1 - Página 215 https://books.google.com.br/books?id=7CQPAAAAQAAJ&pg=PA215, Anatole France - Calmann-Lévy, 1849 - 323 páginas

Virginia Woolf photo
Ambrose Bierce photo
William Shakespeare photo

„Menos ama quem só fala de amor.“

—  William Shakespeare dramaturgo e poeta inglês 1564 - 1616

Tópicos relacionados