„Os psicopatas são taxados como os monstros da sociedade (…) mas não são aqueles que sentem os causadores de todo o mal? Todas as religiões que derramaram sangue neste planeta, derramaram por Amor, pessoas que dizem ‘’ Eu te amo’’ traem na primeira oportunidade e em todas as prisões encontramos criminosos que amam alguém.

A Sociedade podre por natureza escolheu os psicopatas para culpa-los de todo mal, assim como a igreja escolheu o diabo. Quando na verdade todos nós sabemos quem são os verdadeiros culpados….“

Publicidade

Citações relacionadas

Nicolas Chamfort photo

„Todos são culpados mas ninguém tem culpa.“

—  Robert Hoffman (1921-1997)
Desvendar do Amor: Processo Hoffman da Quadrinidade - Página 125 http://books.google.com.br/books?id=j1CwuFF9260C&pg=PA125, Bob Hoffman, Editora Cultrix, ISBN 853160415X, 9788531604157 - 216 páginas

Publicidade
Oscar Wilde photo
Marquês de Vauvenargues photo
Miguel Sousa Tavares photo
Friedrich Heinrich Jacobi photo
Fran Lebowitz photo

„Todos os filhos de Deus não são bonitos, na verdade, eles mal são apresentáveis.“

—  Fran Lebowitz 1950
All God's children are not beautiful. Most of God's children are, in fact, barely presentable Metropolitan life‎ - Página 6, de Fran Lebowitz - Dutton, 1978, ISBN 0525155627, 9780525155621 - 177 páginas

W. H. Auden photo

„O Público e eu sabemos o que toda criança aprende, aqueles a quem se faz mal fazem mal em retorno.“

—  W. H. Auden 1907 - 1973
I and the public know What all schoolchildren learn, Those to whom evil is done Do evil in return W. H. Auden, em 1 de setembro de 1939, conforme citado em "The centre of things: political fiction from Disraeli to the present‎" - Página 189, de Christopher Harvie - Publicado por Unwin Hyman, 1991, ISBN 0044455925, 9780044455929 - 245 páginas

Leonardo Boff photo
Jacques Maritain photo

„Nós amamos a verdade, nós amamos a Deus, todos nós amamos os homens“

—  Jacques Maritain 1882 - 1973
nous aimons la vérité, nous aimons Dieu, nous aimons tous les hommes Raison et raisons: essais détachés‎ - Página 120, Jacques Maritain - Egloff, 1948, 7a. ed. - 358 páginas

August Strindberg photo

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“