„Aprendi com ele que muitas vezes a contradição é o caminho mais claro para a verdade.“

Just Kids

Última atualização 22 de Maio de 2020. História

Citações relacionadas

Blaise Pascal photo

„Nem a contradição é sinal de falsidade nem a falta de contradição é sinal de verdade.“

—  Blaise Pascal 1623 - 1662

ni la contradiction n'est marque de fausseté , ni l'incontradiction n'est marque de vérité.
Oeuvres‎ - Volume 2, Página 108 http://books.google.com.br/books?id=1zQTAAAAQAAJ&pg=PA108 - item XXIII, Blaise Pascal, François de. - Neufchateau - Chez Lefèvre, 1819

Alphonse De Lamartine photo

„As utopias são, muitas vezes, verdades prematuras.“

—  Alphonse De Lamartine político francês 1790 - 1869

Alphonse de Lamartine; Geschichte der Girondisten [A história de Girondisten]

John Ronald Reuel Tolkien photo
Jean De La Fontaine photo
Oscar Wilde photo

„O caminho dos paradoxos é o caminho da verdade.“

—  Oscar Wilde Escritor, poeta e dramaturgo britânico de origem irlandesa 1854 - 1900

The way of paradoxes is the way of truth
Sebastian Melmoth: (Oscar Wilde). - Página 84, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1905 - 222 páginas
Sebastian Melmoth

Miguel de Unamuno photo
Marquês de Maricá photo

„É mais útil algumas vezes a extirpação de um erro que a descoberta de muitas verdades.“

—  Marquês de Maricá 1773 - 1848

"Máximas, pensamentos e reflexões" - Página 22, de Mariano José Pereira da Fonseca Maricá, Sousa da Silveira, Publicado por Ministério da Educação e Cultura, Casa de Rui Barbosa, 1958 - 512 páginas

Padre Antônio Vieira photo
Bruce Lee photo

„Verdade não tem caminho. A verdade é viva e, portanto, muda.“

—  Bruce Lee, livro O Tao do Jeet Kune Do

Truth has no path. Truth is living and, therefore, changing.
Fonte: "Tao of Jeet Kune Do (1975)"

Fernando Pessoa photo
Friedrich Hebbel photo
Mahátma Gándhí photo
Marquês de Maricá photo
Fernando Pessoa photo

„Nunca ninguém se perdeu / Tudo é verdade e caminho.“

—  Fernando Pessoa poeta português 1888 - 1935

Obra poética‎ - Página 93, de Fernando Pessoa, Maria Aliete Galhoz - Publicado por Aguilar, 1960 - 815 páginas