„Orgulhosamente sós!“

—  Salazar

citado em "Salazar: estudo biográfico - Página 8; de Franco Nogueira - Publicado por Atlântida Editora, 1977

Obtido da Wikiquote. Última atualização 16 de Abril de 2021. História
Salazar photo
Salazar72
Chefe de governo de Portugal 1889 - 1970

Citações relacionadas

Antoine de Saint-Exupéry photo

„Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.“

—  Antoine de Saint-Exupéry 1900 - 1944

citado em "Frases Geniais"‎ - Página 175, Paulo Bacubaum, Ediouro Publicações, 2004, ISBN 8500015330, 9788500015335, 440 páginas

Auguste-Marseille Barthélemy photo
George G. Byron photo

„Na solidão é quando estamos menos sós.“

—  George G. Byron, A Peregrinação de Childe Harold

In solitude, where we are least alone
Childe Harold's pilgrimage - Página 28 http://books.google.com.br/books?id=vFYCAAAAQAAJ&pg=PA28; de George Gordon N. Byron - 1860 - 80 páginas

Mário Quintana photo
Ashley Tisdale photo
João Guimarães Rosa photo
Jean Paul Sartre photo

„Se você sente solidão quando a sós, está em má companhia.“

—  Jean Paul Sartre Filósofo existencialista, escritor, dramaturgo, roteirista, ativista político e crítico literário francês 1905 - 1980

Marqués de Sade photo

„As criaturas nascem sós e não têm necessidade das outras.“

—  Marqués de Sade Aristocrata francês e escritor libertino 1740 - 1814

Cesare Pavese photo

„Tudo o que não conseguimos realizar sós, diminui a nossa liberdade.“

—  Cesare Pavese 1908 - 1950

"Il Mestiere di Vivere"

Jean de La Bruyere photo

„Percebemos que o amor começa ou acaba por nosso embaraço ao ficarmos a sós.“

—  Jean de La Bruyere, livro Les Caractères ou les Mœurs de ce siècle

Le commencement et le déclin de l'amour se font sentir par l'embarras où l'on est de se trouver seuls.
Les Caractères, ou les mœurs de ce siècle, La Bruyère, éd. Estienne Michallet, 1696, Du cœur, p. 39 (veja wikisource, item 33 (IV))

Jean De La Fontaine photo
Emily Brontë photo
Gonçalves Dias photo

„Gigante orgulhoso, de fero semblante“

—  Gonçalves Dias poeta e dramaturgo brasileiro 1823 - 1864

Emily Brontë photo