„Se você nunca chora, seus olhos não podem ser belos.“

Última atualização 25 de Novembro de 2021. História
Tópicos
ser, olho, choro, belo
Sophia Loren photo
Sophia Loren26
Atriz italiana 1934

Citações relacionadas

Ralph Waldo Emerson photo

„Podemos viajar por todo o mundo em busca do que é belo, mas se já não o trouxermos conosco, nunca o encontraremos.“

—  Ralph Waldo Emerson 1803 - 1882

Variante: Podemos viajar por todo o mundo em busca do que é belo, mas se já não o trouxermos connosco, nunca o encontraremos.

Jean de La Bruyere photo
Preta Gil photo

„O que é o belo? O belo é ser magra, é ser a Gisele Bündchen? O belo é ser você!“

—  Preta Gil cantora 1974

Quadro a Bela e os Feras, do programa Melhor do Brasil, da Record.

Augusto Cury photo
Cazuza photo
Eugéne Delacroix photo
Fernando Pessoa photo

„O perfeito não se manifesta. O santo chora, e é humano. Deus está calado. Por isso podemos amar o santo mas não podemos amar a Deus.“

—  Fernando Pessoa poeta português 1888 - 1935

(Bernardo Soares, no Livro do Desassossego
Autobiografia sem Factos

Arthur Schopenhauer photo
Marquês de Maricá photo
Lady Gaga photo
Alexandre Herculano photo
Júlio Dantas photo
Luís Vaz de Camões photo

„Quem vê, Senhora, claro e manifesto
o lindo ser de vossos olhos belos,
se não perder a vista só em vê-los,
já não paga o que deve a vosso gesto.“

—  Luís Vaz de Camões poeta português 1524 - 1580

Lyric poetry, Não pode tirar-me as esperanças, Quem vê, Senhora, claro e manifesto

Miguel Torga photo

„Coimbra, 1 de Maio de 1974: "A Velhice é isto: ou se chora sem motivo, ou os olhos ficam secos de lucidez."“

—  Miguel Torga escritor português 1907 - 1995

in Diário XII, Página 1273, Publicações Dom Quixote e Herdeiros de Miguel Torga, 2.ª edição integral, 1999, ISBN 972-20-1647-4, 1786 páginas

Berthe Morisot photo

„A salvação e a morte não podem olhar nos olhos uma da outra.“

—  Berthe Morisot 1841 - 1895

Salvation and death cannot stare each other in the eye.
citado em "Berthe Morisot‎" - Página 212, Anne Higonnet - University of California Press, 1995, ISBN 0520201566, 9780520201569 - 240 páginas

Tópicos relacionados