„A natureza do passado é dada ao passado pela escolha origina de um futuro.“

O Ser e o Nada

Obtido da Wikiquote. Última atualização 21 de Maio de 2020. História
Jean Paul Sartre photo
Jean Paul Sartre105
Filósofo existencialista, escritor, dramaturgo, roteirista,… 1905 - 1980

Citações relacionadas

George Orwell photo
Millôr Fernandes photo

„Passado: É o futuro, usado.“

—  Millôr Fernandes cartunista, humorista e dramaturgo brasileiro. 1923 - 2012

Percy Bysshe Shelley photo
Juan Donoso Cortés photo
Miguel de Unamuno photo

„Somos mais pais do nosso futuro do que filhos do nosso passado.“

—  Miguel de Unamuno 1864 - 1936

Miremos más que somos padres de nuestro porvenir que no hijos de nuestro pasado
Vida de D. Quijote y Sancho: Según Miguel de Cervantes Saavedra‎ - Página 109, de Miguel de Unamuno - Publicado por F. Fe, 1905
Variante: Procuremos mais ser pais do nosso futuro do que filhos do nosso passado.

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Anaïs Nin photo
Augusto Cury photo
Lucio Anneo Seneca photo
Geddel Vieira Lima photo

„Sou contemporâneo do futuro, e não escravo do passado.“

—  Geddel Vieira Lima Político brasileiro 1959

Ao Blog Pombal Notícias, em dezembro de 2008.

Confucio photo

„Conta-me o teu passado e saberei o teu futuro.“

—  Confucio Filósofo chinês -551 - -479 a.C.

Atribuídas

Edmund Burke photo

„Não se pode planejar o futuro pelo passado.“

—  Edmund Burke 1729 - 1797

You can never plan the future by the past.
Carta http://books.google.com.br/books?id=r6AQAAAAYAAJ&pg=PA68&dq=You+can+never+plan+the+future+by+the+past+1791&lr=&as_brr=1#PPA68,M1 a um deputado da Assembleia Nacional (1791)
Variante: Nunca se pode planear o futuro pelo passado.

Padre Antônio Vieira photo
Jean Paul Sartre photo
Confucio photo
Georges Braque photo

„O futuro é a projeção do passado, condicionada pelo presente.“

—  Georges Braque 1882 - 1963

L'avenir est la projection du passé, conditionnée par le présent.
G. Braque: Exposition, Galerie Beyeler, Bâle, juillet-septembre 1968. (Catalogue)‎, de Georges Braque, Galerie Beyeler - the Gallery, 1968 - 84 páginas
Fonte: Revista Caras http://www.caras.com.br, Edição de Terça-feira, 17 de outubro de 2006.

Gonzalo Torrente Ballester photo

Tópicos relacionados