Frases de Salvador De Madariaga

Salvador De Madariaga foto
1  0

Salvador De Madariaga

Data de nascimento: 23. Julho 1886
Data de falecimento: 14. Dezembro 1978

Publicidade

Salvador de Madariaga y Rojo foi um político, diplomata e escritor espanhol. Foi ministro da Instrução Pública e Belas Artes em 1934 ministro da Justiça da Segunda República Espanhola. De pensamento liberal e europeísta, exilou-se no Reino Unido após o início da Guerra Civil Espanhola. Durante a Guerra Fria foi um ativo militante contra o comunismo soviético, bem como opositor da ditadura franquista; só regressou a Espanha depois da morte de Franco. Membro de número da Real Academia Espanhola e da Real Academia de Ciências Morais e Políticas, como escritor cultivou diversos géneros: ensaio histórico e político, crítica literária, novela, biografia e poesia, entre outros.

Madariaga publicou notáveis ensaios sobre a história da Espanha e o seu papel no mundo. Escreveu livros sobre Don Quixote, Cristóvão Colombo e a história da Hispanoamérica; na sua obra empregou o idioma francês, o castelhano e o inglês. Desenvolveu um notável trabalho redigindo artigos colaborando antes do rebentamento da guerra civil em publicações como España, El Imparcial, La Publicidad, El Sol, La Pluma, Ahora ou La Vanguardia, além de trabalhar na rádio, já no exílio, no programa fixo Temas de actualidad da BBC e na Rádio Paris. Na sua vertente de historiador, García Cárcel descreve-o como um «outsider», com as suas obras neste campo já próximas do ensaio.

Em 1928, foi professor de língua espanhola na Universidade de Oxford, cargo que ocupou três anos. Nesse período escreveu um livro sobre psicologia das nações, com o título Englishmen, Frenchmen, Spaniards.

Foi representante permanente da Espanha na Liga das Nações. Participou no Congresso Europeu de 1948 e foi presidente da Internacional Liberal . Foi distinguido com o Karlspreis em 1973 pelo seu contributo para a construção europeia.

Citações Salvador De Madariaga