Frases de Oscar Roberto de Godoy

1   0

Oscar Roberto de Godoy

Data de nascimento: 4. Junho 1955

Oscar Roberto Godói é um jornalista, ex-futebolista e ex-árbitro de futebol brasileiro.

Godói foi árbitro na década de 1990 e apitou diversas finais de campeonato. Ganhou da imprensa paulista o apelido de "Unha de Cavalo", por causa de seu rigor. Participou do Programa Jogo Aberto, da Rede Bandeirantes de Televisão, apresentado pela gaúcha Renata Fan. Também participou do programa de televisão Terceiro Tempo, também da Band, apresentado por Milton Neves. É comentarista da Transamérica SP. Godói também comentou partidas de futebol e sua estreia na Band foi em 22 de agosto de 2007. Em 2003 Godói chegou a cobrir folgas de Milton Neves na Rede Record, quando este era titular do extinto programa policial Cidade Alerta e também fez parte do time de comentaristas do Programa Debate Bola apresentado por Milton Neves na Rede Record.

Desde abril de 2011 é comentarista dos seguintes Programa Mesa Redonda, Gazeta Esportiva e o Super Esporte na TV Gazeta.

Em 19 de março de 1995 envolveu-se numa grande polêmica em uma partida entre São Paulo e Corinthians, quando, depois de uma arbitragem "confusa" , foi acusado pelo jogador Júnior Baiano, do São Paulo, de estar apitando bêbado. "É só chegar perto dele que se percebe: está cheirando a cachaça!" , disse o jogador, que gesticulou durante a partida dando a entender que o árbitro estaria embriagado. "Se ele falou que eu bebi, terá de provar", respondeu Godói. Por causa das denúncias, a Federação Paulista de Futebol solicitou um exame antidoping de Godói. Godói chegou a processar Júnior Baiano pelas declarações, mas em uma entrevista declarou que teria resolvido o problema de outra maneira se estivesse armado.

Envolveu-se em 1997 no escândalo de arbitragens conhecido como Ivens Mendes, dirigente da CBF que foi flagrado em interceptações telefônicas oferecendo arbitragem vantajosa, em troca de dinheiro, ao então Presidente do Atlético Paranaense, Mario Celso Petralha, num jogo contra o Vasco pela Copa do Brasil. Curiosamente, Godói apitou a respectiva partida e expulsou o jogador Edmundo em razão de um lance em que este fora o agredido.

O jogo que marcou sua despedida dos gramados aconteceu em 2001, quando o Etti Jundiaí, atualmente Paulista de Jundiaí, passou pela Paraguaçuense e garantiu o passaporte para a elite do futebol paulista.

Na final da Copa do Brasil de 2009, protagonizou uma cena inusitada quase ao final da partida que definiu o título do Corinthians, quando, sem perceber que seu microfone estava aberto, xingou o goleiro corintiano Felipe, que havia sofrido falta, supondo que este estava fazendo cera , dizendo "Não vai ficar no chão o filho da p… que vai ter que aumentar a p… do tempo"

Atualmente apita, de forma eventual, partidas de showbol.

Em 3 de fevereiro de 2010, durante a transmissão do jogo Ponte Preta e Corinthians, deixou transparecer que não se sentia prestigiado junto à direção da TV Band. No dia 5 de fevereiro, de forma sumária, foi demitido.

Na noite de 16 de fevereiro de 2011 foi baleado durante um assalto em São Paulo, sendo socorrido pelos bombeiros em estado grave.

== Referências ==


„Dirigir a seleção brasileira é fácil, difícil é comandar o América de São José do Rio Preto“

Autores parecidos