Frases de Mário Lago

Mário Lago foto

10   0

Mário Lago

Data de nascimento: 26. Novembro 1911
Data de falecimento: 30. Maio 2002

Mário Lago foi um advogado, poeta, radialista, compositor e ator brasileiro.

Autor de sambas populares como "Ai, que saudades da Amélia" e "Atire a primeira pedra", ambos em parceria com Ataulfo Alves, fez-se popular entre as décadas de 1940 e 1950.


„Quando deixarmos de ter esperança é melhor apagar o arco-íris.“

„Três coisas pra mim no mundo
Valem bem mais do que o resto
Pra defender qualquer delas
Eu mostro o quanto que presto
É o gesto, é o grito, é o passo
É o grito, é o passo, é o gesto“


„Quando o homem perder a esperança, pode apagar o Arco-Iris“

„Gosto e preciso de ti, Mas quero logo explicar, Não gosto porque preciso. Preciso sim, por gostar.“

„Perdão foi feito, foi feito pra gente pedir.“

„Eu fiz um acordo com o tempo... Nem ele me persegue, nem eu fujo dele... Qualquer dia a gente se encontra e, Dessa forma, vou vivendo Intensamente cada momento...“

„Fiz um acordo de coexistência pacífica com o tempo: nem ele me persegue, nem eu fujo dele. Um dia a gente se encontra.“

„Sou da época dos cantinhos escuros, onde se quebrava um lampião na frente da casa da namorada e acontecia tudo o que se vê hoje“


„O tempo não comprou passagem de volta. Tenho lembranças e não saudades“

„Perguntado como podia um comunista frequentar bordéis, respondeu:“

Autores parecidos