Frases de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho

José Bonifácio de Oliveira Sobrinho photo
4   0

José Bonifácio de Oliveira Sobrinho

Data de nascimento: 30. Novembro 1935

Publicidade

José Bonifácio de Oliveira Sobrinho ou simplesmente Boni , é um publicitário, empresário e diretor de televisão brasileiro.

Filho de Orlando de Oliveira, um dentista que tocava violão e cavaquinho no conjunto regional de Armandinho, na Rádio Cultura de São Paulo, e sobrinho de Hermínio, integrante do conjunto Quatro Ases e um Curinga, desde garoto frequentava os estúdios de emissoras de rádio.

Citações José Bonifácio de Oliveira Sobrinho

„Todos os supérfluos são gêneros de primeira necessidade.“

—  José Bonifácio de Oliveira Sobrinho
José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, em entrevista à jornalista Lu Lacerda, de O Dia Fonte: Revista Veja, Edição 1 675 - 15/11/2000 http://veja.abril.com.br/151100/vejaessa.html

„Quer dizer que você assiste o BBB?“

—  José Bonifácio de Oliveira Sobrinho
Replicando a afirmação de Pedro Bial: "gosto de ver coisa ruim, os piores programas. É onde aprendo mais" em entrevista conjunta no Altas Horas. Source: "Eu jamais dirigiria o Big Brother", diz Boni no "Altas Horas", Renato Kramer, Colunistas F5 - Folha de São Paulo, 8 de janeiro de 2012 http://f5.folha.uol.com.br/colunistas/renatokramer/1031545-eu-jamais-dirigiria-o-big-brother-diz-boni-no-altas-horas.shtml, Source: Brazil's Spicy Reality TV War Gets More Revealing, Dom Phillips, Bloomberg, 12 de janeiro de 2012 http://www.bloomberg.com/news/2012-01-12/brazil-s-spicy-reality-tv-war-gets-more-revealing-dom-phillips.html,

Publicidade

„Não uso relógio há 66 anos. Mas o Roberto Marinho me dava um relógio todos os anos.“

—  José Bonifácio de Oliveira Sobrinho
lembrando época em que era diretor da Rede Globo Fonte: Revista ISTO É, Edição 1723.

„O doutor Roberto não queria que se falasse em Diretas-Já.“

—  José Bonifácio de Oliveira Sobrinho
lembrando seus tempos de vice-presidente das Organizações Globo, sobre a postura do seu então chefe Roberto Marinho sobre a campanha de 1984, a favor de eleições diretas para presidente Fonte: Revista IstoÉ Gente!, n. 333