Frases de Ernest Gellner

Ernest Gellner foto
12  0

Ernest Gellner

Data de nascimento:9. Dezembro 1925
Data de falecimento:5. Novembro 1995

Ernest André Gellner foi um filósofo e antropólogo social judeu-checo nascido na França e mais tarde naturalizado britânico. Foi um importante teórico da sociedade moderna e das diferenças que a distinguem das sociedades precursoras. Sua esfera de influência é pouco comum e abrange os campos da Filosofia, Sociologia, Ciência Política, História e Antropologia Social.

O jornal britânico The Independent na sua edição de 8 de Novembro de 1995 referiu-se a Gellner como "uma cruzada de um homem pelo racionalismo crítico, em defesa do universalismo do esclarecimento contra as marés ascendentes do idealismo e relativismo".

Foi professor de filosofia, lógica e método científico na London School of Economics durante 35 anos. Foi depois o professor William Wyse de Antropologia Social na Universidade de Cambridge por 10 anos e finalmente foi o líder fundador do centro para o estudo do nacionalismo, em Praga. Foi colega de Karl Popper na London School of Economics. Popper é, como o próprio Gellner o diz, a sua maior influência. E a segunda será provavelmente Max Weber: Perry Anderson escreveu que de todos os pensadores sociológicos pós-Weber, Gellner foi quem "permaneceu mais próximo dos problemas intelectuais centrais de Weber". O sociólogo David Glass disse uma vez que não tinha a certeza se a próxima revolução viria da direita ou da esquerda, mas ele tinha a certeza de que, viesse ela de onde ela viesse, a primeira pessoa a ser abatida seria Ernest Gellner.

Citações Ernest Gellner

„É um facto curioso mas indiscutível que todo o bébé filosófico nascido com vida se tornará ou num pequeno positivista ou num pequeno Hegeliano. Também é interessante que filosoficamente, a Europa permanece no século 18, tal como era antes da "Revolução Diplomática“

— Ernest Gellner
1756): de um lado a aliança Anglo-Austríaca, do outro a Franco-Prussiana. Muscovy (actual Rússia) e os estados e principados da área mediterrânica tendem a estar alinhados com o eixo Paris-Berlim, enquanto que o lado escandinavo luta pelo campo oposto. Encontramos Polacos de distinção em ambos os lados.

Próximo