Frases de Catulo

 Catulo foto

2   0

Catulo

Data de nascimento: 84 a.C.
Data de falecimento: 54 a.C.
Outros nomes: Catullus Gaius Valerius, Гай Валерий Катулл

Caio Valério Cátulo ou Catulo foi um sofisticado e controverso poeta romano durante o final do período republicano.

Cátulo se liga a um círculo de poetas de ideais estéticos comuns, os quais, Cícero chama de poetas novos , termo este, carregado de sentido pejorativo. Esse grupo de poetas rompia com o passado literário romano , passando, entre outras características, a utilizar uma temática considerada “menor” pelos seus críticos.

Acrescenta-se às características da poesia de Cátulo, a linguagem coloquial , a simulação frequente de improviso na sintaxe , versos ligeiros e a simulação do acesso aos recantos mais íntimos do homem.

Sua obra se perpetuou através dos séculos que se seguiram, foi exemplo para grandes nomes posteriores, como Propércio e Tibulo. Também foi muito lido por poetas como T. S. Eliot e Charles Baudelaire.


„Odeio e amo. Talvez me perguntes por quê? Não sei mas sinto que é assim, e sofro.“

„Dá-me mil beijos, e mais cem/ e novamente mil e mais cem,/ e depois mais mil, e mais cem.“

Autores parecidos