Frases de Anselmo de Cantuária

Anselmo de Cantuária foto
4  1

Anselmo de Cantuária

Data de nascimento: 1033
Data de falecimento: 21. Abril 1109
Outros nomes:Sant'Anselmo d'Aosta

Publicidade

Anselmo de Cantuária, conhecido também como Anselmo de Aosta por conta de sua cidade natal e Anselmo de Bec por causa da localização de seu mosteiro, foi um monge beneditino, filósofo e prelado da Igreja que foi arcebispo de Cantuária entre 1093 e 1109. Chamado de fundador do escolasticismo, Anselmo exerceu enorme influência sobre a teologia ocidental e é famoso principalmente por ter criado o argumento ontológico para a existência de Deus e a visão da satisfação sobre a teoria da expiação.

Entrou para a Ordem de São Bento na Abadia de Bec aos vinte e sete anos e tornou-se abade em 1079. Tornou-se arcebispo de Cantuária durante o reinado de Guilherme II da Inglaterra. Foi exilado por duas vezes, entre 1097 e 1100 e novamente entre 1105 e 1107 por Henrique I por causa da controvérsia das investiduras, o mais importante conflito entre a Igreja Católica e os estados medievais durante a Idade Média. Anselmo foi proclamado Doutor da Igreja numa bula papal de Clemente XI em 1720. Ele é venerado como santo e comemorado em 21 de abril.

Citações Anselmo de Cantuária

Publicidade

„God was conceived of a most pure Virgin … it was fitting that the virgin should be radiant with a purity so great that a greater purity cannot be conceived.“

— Anselm of Canterbury
In [http://books.google.com/books?id=Dx4WrfzZMsoC&pg=PA116&dq=%22it+was+fitting+that+the+virgin+should+be+radiant+with+a+purity+so+great%22&hl=en&ei=ELNATrLoCIXMsQLbsvmuCQ&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=1&sqi=2&ved=0CCoQ6AEwAA#v=onepage&q=%22it%20was%20fitting%20that%20the%20virgin%20should%20be%20radiant%20with%20a%20purity%20so%20great%22&f=false Mary for Earth and Heaven: Essays on Mary and Ecumenism], 2002, William McLaughlin, Jill Pinnock, eds., Gracewing, pp. 115-116.

„Therefore, lord... we believe that you are something than which nothing greater can be thought.“

— Anselm of Canterbury
Proslogion, ch. 2; Gregory Schufreider Confessions of a Rational Mystic: Anselm's Early Writings (West Lafayette, Ind.: Purdue University Press, 1994) pp. 324-5.